banner-topo

Aristófanes, o maior comediógrafo grego abominava a democracia de Atenas

aristofanes1Aristófanes

Nasceu em dia e mês incertos do ano de 447 a.C. e morreu em dia e mês incertos do ano de 385 a.C., na cidade de Atenas.

Embora sua vida seja pouco conhecida, sua obra permite deduzir que teve uma formação requintada. Viveu toda a sua juventude sob o esplendor do Século de Péricles. Foi o mais importante dos comediógrafos gregos do século V a.C. Em suas comédias foi implacável. Nobre da classe mais conservadora, considerava a democracia um mal. Tachava os governantes da sua cidade de corruptos e demagogos e a Guerra do Peloponeso de insânia. Considerava também Sócrates e os sofistas os responsáveis pelos maus costumes da juventude.

Opunha àquela democracia liderada por homens comuns um governo nos moldes antigos, dirigido pelos aristocratas. Invocava a antiga educação, baseada no estudo da poesia, da música, da dança e nos exercícios vigorosos que tinham formado valentes soldados, como foram os da geração de Maratona (490 a.C.). Os “maratômanos”, como se chamavam os gregos vencedores dos persas, estavam sendo substituídos por uma geração apática e vacilante, que discutia os mitos e vagabundeava pelas ruas. Na comédia propriamente dita, foi o primeiro a dominar inteiramente o processo de ligação entre os vários elementos que compunham a cena cômica, dotando-a de coesão e solidez. Das 43 peças que escreveu, restaram somente onze.

425 — Os Arcaneus
424 — Os Cavaleiros
423 — As Nuvens
422 — As Vespas
421 — A Paz
414 — Os Pássaros
411 — Lisístrata
411 — As Tesmoforias
405 — As Rãs
392 — Assembleia de Mulheres
388 — Pluto


Outros atenienses famosos
ALCIBÍADESANDÓCIDESANTÍSTENES


 

 


© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados