banner-topo

Vitaliano Brancati foi um dos principais escritores italianos do século XX

vitaliano-brancati ft1Vitaliano Brancati

Nasceu no dia 24 de julho de 1907, na cidade de Pachino, Província de Siracusa, Sicília, Itália. Morreu no dia 25 de setembro de 1954, na cidade de Turim. Aos treze anos de idade, mudou-se com a família para a Catânia. Em 1922, filiou-se ao Partido Nacional Fascista e, em 1929, formou-se em literatura. Logo depois, mudou-se para Roma, onde começou a carreira de jornalista. No início, também escreveu poemas claramente inspirados no regime fascista, trabalhos que mais tarde repudiou. Suas primeiras incursões pelo romance inspiraram-se na pequena burguesia da Sicília, sua terra natal. Além de descrever, dedicou-se ao ensino até 1941.

vitaliano-brancati ft2No mesmo ano, publicou aquele que viria a ser o seu primeiro livro de sucesso: “Don Giovanni Na Sicília”, um retrato vibrante e bem-humorado do temperamento dos sicilianos. Em abril de 1987, a editora Nova Fronteira lançou, no Brasil, “O Belo Antônio”, considerada a sua obra-prima. Trata-se da tragédia de um homem que, numa terra de belas mulheres como a Sicília, é disputado por todas elas e não consegue ficar com nenhuma porque é impotente. O personagem ainda tem de aguentar os desaforos dos amigos, os quais exercem uma saudável e constante galinhagem. O autor também conta com sarcasmo a realidade política da época (1949). O livro virou filme em 1960 pelas mãos do cineasta Mauro Borgomini. O belo Antonio é vivido pelo ator Marcello Mastroianni.

o-belo-antonio ft1Principais Obras
1941 — Don Giovanni Na Sicília
1942 — A Bela Adormecida
1942 — Don César de Bazan
1942 — Ciúmes
1948 — Anos Difíceis
1949 — O Belo Antônio
1951 — Roma-Paris-Roma
1951 — As Últimas Doze Horas
1953 — Anos Fáceis
1954 — A Arte de Getting



© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados