beatriz-bracher 20161011Beatriz Bracher

10/09/2016 — O livro “Anatomia do Paraíso” rendeu à romancista Beatriz Bracher o seu segundo grande prêmio do ano. Primeiro, ele venceu o estreante Prêmio Rio de Literatura, no valor de R$ 100 mil. Agora, a obra foi reconhecida pelo Prêmio São Paulo de Literatura como o melhor romance publicado em língua portuguesa no Brasil em 2015. A escritora desbancou nomes muito conhecidos como o Mia Couto, o Raimundo Carrero e o João Almino. Desta vez, ela ganhou R$ 200 mil. “Anatomia do Paraíso” conta a história de um jovem estudante de classe média que escreve uma dissertação de mestrado sobre o “Paraíso Perdido” (1667), poema épico do John Milton que narra a queda do homem e a expulsão de Adão e Eva do paraíso.

anatomia-do-paraiso1BEATRIZ BRACHER nasceu no dia 07 de agosto de 1961, na cidade de São Paulo. Formada em Letras, foi uma das editoras da revista de literatura e filosofia 34 Letras, entre 1988 e 1991, e uma das fundadoras da Editora 34, onde trabalhou de 1992 a 2000. Em 2002 publicou, pela editora 7 Letras, o seu primeiro romance “Azul e Dura”. Além de romancista, é também roteirista. Nesse mister, escreveu o argumento do filme “Cronicamente Inviável”, lançado em 2000, e o roteiro do “Os Inquilinos”, lançado em 2009. O romance “Antônio”, lançado em 2007, ficou, em 2008, em terceiro lugar no Prêmio Jabuti e em segundo lugar no Prêmio Portugal Telecom. O livro “Meu Amor”, lançado em 2009, foi agraciado com o Prêmio Clarice Lispector, criado pela Biblioteca Nacional  para premiar o melhor livro de contos do ano.

beatriz-bracher 20161014Obras Literárias
2002 — Azul e Dura (romance)
2004 — Não Falei (romance)
2007 — Antônio (romance)
2009 — Meu Amor (contos)
2013 — Garimpo (contos)
2015 — Anatomia do Paraíso (romance)


 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados