Patrícia Amorim
patricia amorim1patricia amorim2

PATRÍCIA FILLER AMORIM nasceu no dia 13 de janeiro de 1969, na cidade do Rio de Janeiro. De origem judaica, começou a praticar a natação como apenas três anos de idade nas piscinas do Botafogo de Futebol e Regatas. Aos cinco anos assombrou todo mundo ao fazer uma travessia no mar, da Praia do Flamengo até a Praia Vermelha. Em 1977, passou a defender as cores do Clube de Regatas do Flamengo. Foi 28 vezes campeã brasileira nos 200, 400, 800 e 1.500 metros livres. Entre os anos de 1983 a 1989, superou 29 recordes sul-americanos e quebrou a ausência feminina de 16 anos do Brasil em jogos olímpicos, ao participar do evento na cidade de Seul, Coreia do Sul, em 1988.

Em 1991, com 25 anos, encerrou a carreira, permanecendo no Flamengo como coordenadora de esportes olímpicos. Em 2000 começou a carreira política, elegendo-se vereadora no Rio de Janeiro, com 24.651 votos. Foi reeleita em 2004 e 2008. Com o nome em alta — e devido à falta de candidatosde peso — elegeu-se, em 2010, presidente do Flamengo. Sua gestão foi considerada muito ruim, com uma suspeita de desvio de dinheiro das contas do clube. Mas o que pesou mesmo foram os erros sucessivos na contratação de jogadores, colocando o clube numa crise ainda maior. Por isso, em 2012, não foi reeleita para a Câmara de Vereadores. Em 2013, o Conselho Deliberativo do clube reprovou as suas contas. Depois disso, preferiu se afastar dos holofotes.


 

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados