Sharapova

sharapova-garros14bMaria Yuryevna Sharapova nasceu no dia 19 de abril de 1987, na cidade de Nyagan, Khantia-Mansia, Rússia. Com três anos de idade, mudou-se com a família para a localidade de Sochi, onde começou a jogar tênis. Aos seis anos, num clube de tênis em Moscou, foi observada por Martina Navrátilová, que convenceu os seus pais a levá-la para treinar nos Estados Unidos. Em 2004, tornou-se a segunda mais nova tenista a ganhar o título de Wimbledon na era aberta, ao derrotar Serena Williams por dois sets zero.

Foi também a primeira russa a ganhar esse torneio. De grande beleza física, chegou a fazer alguns trabalhos como modelo. Alcançou o primeiro lugar no ranking mundial em agosto de 2005. Em 2016, por causa de doping, foi suspensa por dois anos. Retornou em 2018, mas não obteve resultados expressivos. Em 2020, resolveu se aposentar. É considerada a maior tenista russa de todos os tempos. Registra no currículo trinta e seis títulos da Associação das Tenistas Profissionais, sendo cinco de Grand Slam: Wimbledon (2004), US Open (2006), Aberto da Austrália (2008) e Roland Garros (2012 e 2014). Financeiramente, encerrou a carreira com prêmios estimados em US$ 38,5 milhões.

maria-sharapova in1Doces
21/08/2012 — A tenista russa Maria Sharapova lançou sua própria marca de doces nos Estados Unidos — a Sugarpova —, que está à venda em seu site por US$ 5,99 (R$ 12,10) cada caixa. Ela disse que criar Sugarpova foi um trabalho de amor. “É o projeto mais excitante que eu já fiz porque é o meu próprio negócio, meu próprio investimento, com o meu dinheiro”. A tenista, uma apaixonada por doces desde a infância, garantiu que as suas amigas sempre gostaram dos doces e chocolates que ela mesma costuma fazer em sua casa, o que lhe encorajou a lançar sua própria linha de balas e chicletes. Considerada pela revista Forbes a atleta mais bem paga do mundo com US$ 27,9 milhões (R$ 56,3 milhões) faturados em 2011, ela planeja vender as balas em lojas exclusivas e hotéis de todo o mundo.

sharapova-r3Suspensão
08/06/2016 — A Federação Internacional de Tênis anunciou que a russa Maria Sharapova está suspensa por dois anos, por ter testado positivo para doping no Aberto da Austrália de 2016 A punição, de acordo com o programa antidoping da entidade, deverá valer até janeiro de 2018, mas a tenista informou que vai recorrer. A russa, vencedora de cinco títulos de Grand Slam, revelou em março que havia sido flagrada no uso do Meldonium.

Ela consumia esse medicamento há dez anos, em razão de problemas respiratórios. O remédio passou a figurar como doping no dia 01/01/2016. Segundo os especialistas, ele aumentaria o aporte de oxigênio nas células musculares, melhorando o desempenho do (a) atleta. Sharapova terminou o Aberto da Austrália na quinta colocação. Caiu nas quartas-de-final diante da americana Serena Williams. A consequência mais imediata da punição é a impossibilidade dela de competir nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Nos Jogos de Londres, em 2012, ela ficou com a medalha de prata.

20170912 us openA volta
12/09/2017 — A Maria Sharapova já foi a atleta feminina com o maior patrocínio do mundo. Mas o cacife dela caiu pela implicação em casos de doping, os quais determinaram a suspensão temporária das quadras. Fora dos grandes torneios desde 2016, a russa voltou com tudo em 2017. Embora não tenha disputado diretamente o título, derrotou a romena Simona Halep, a segunda do ranking mundial, e a húngara Timea Babos, no Aberto dos Estados Unidos. O figurino apresentado no torneio brilhou. Via de regra, usou um vestidinho cravejados de cristais, assinado pelo estilista Ricardo Tisci. A peça foi avaliada em “modestos” US$ 500, o equivalente a R$ 1,6 milSharapova iniciou a carreira em 2003.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados