tragico-amanhecer-39aTrágico Amanhecer

Le Jour Se Lève foi lançado oficialmente nos cinemas franceses no dia 9 de agosto de 1939. Aos cinemas norte-americanos chegou mais de um ano depois: 19 de julho de 1940.

Embora não tenha sido o primeiro a usar fusões para marcar flashbacks, o filme foi considerado muito inovador, fato que levou os produtores a determinar a colocação de uma mensagem para desfazer confusões. A mensagem é: “Um homem cometeu assassinato. Preso num quarto, ele recorda como se tornou um assassino”. O assassino é François, um peão de fábrica comum que foi levado ao gesto pela própria vítima, um ator amoral e manipulador chamado Valentin. O destino deles está ligado ao de duas mulheres: a mundana e sensual Clara e a pura e idealizada Françoise.

Apesar de apresentar temas alegóricos, a produção representa claramente o proletariado francês. O filme dá voz ao desespero daqueles que apoiavam a Frente Popular no fim da década de 1930 à medida em que o governo abolia as reformas socialistas de cunho progressista e a ameaça do fascismo ganhava vulto. O clima fatalista de alienação existencial e sua atmosfera austera e claustrofóbica dariam origem, mais tarde, ao filme noir americano. O original francês foi, inclusive, refilmado nos Estados Unidos em 1946, recebendo o título de Noite Eterna e com Henry Fonda e Vincent Price nos papéis centrais. De acordo com a crítica especializada, o filme é, provavelmente, a obra prima do realismo francês.

marcel-carne1Ficha Técnica
DIREÇÃO: Marcel Carné
ROTEIRO: Jacques Viot
PRODUÇÃO: Jean-Pierre Frogerais
MÚSICA: Maurice Jaubert
FOTOGRAFIA: Philippe Agostini
MONTAGEM: René Le Hénaff
DESENHO DE PRODUÇÃO: Alexandre Trauner
FIGURINOS: Boris Bilinsky
MIXAGEM DE SOM: Armand Petitjean
GÊNERO: Drama/Romance/Suspense
COMPANHIA: Productions Sigma
DURAÇÃO ORIGINAL: 1h33m

tragico-amanhecer-39barletty-tragico1Elenco/Personagens
Jean Gabin
(François)
Jules Berry
(Valentin)
Arletty
(Clara)
Jacqueline Laurent
(Françoise)
Arthur Devère
(Gerbois)
Bernard Blier
(Gaston)
Marcel Pérès
(Paulo)
Jacques Baumer
(comissário)


 

 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados