20190317 australiaFórmula 1
17/03/2019 — No primeiro grande prêmio da temporada de Fórmula 1, realizado na Austrália, o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, não tomou conhecimento do favorito Lewis Hamilton, e venceu a corrida. Ele fez o tempo de 1h25m27s325c nas 58 voltas do Circuito de Melbourne. Além dos 25 pontos que lhe foram conferidos pela vitória, somou mais um de bonificação por ter feito a melhor volta. Esse ponto pela melhor volta é uma das novidades do campeonato de 2019. Completaram o pódio na Austrália o inglês Hamilton, e o holandês Max Verstappen, da Red Bull. O primeiro somou 18 pontos na classificação e o segundo, 15. Quanto ao Bottas, é a primeira vez que ele ganha na Austrália. Em 2018, terminou no oitavo lugar. Na carreira, é a quarta vitória.

20170430 russia1Valtteri Bottas
Nasceu no dia 28 de agosto de 1989, na cidade de Nastola, Finlândia. Como a maioria dos pilotos, começou no kart. Tinha apenas quatro anos, quando ele e o pai passaram por um painel anunciando uma corrida daquela modalidade. Só por curiosidade, o genitor resolveu levá-lo ao kartódromo, onde passaram o dia todo vendo a corrida. Completamente tomado, o garoto insistiu com o pai para que lhe comprasse um veículo daqueles. Aos seis anos, passou a competir oficialmente, tornando-se campeão finlandês da categoria. Passou a integrar a seleção nacional aos sete anos.

Em 2004, começou a trajetória internacional, ganhando corrida na Bélgica e um título europeu de qualificação. Em 2006, depois de ganhar o titulo mundial da série FA de Kart, passou a correr em monopostos da Fórmula Renault. No ano seguinte, na Formula Renault 2.0, ganhou a competição de inverno do Reino Unido, com vitória em três das quatro finais que disputou. Em 2008, ganhou a série europeia, com cinco vitórias, sete poles positions, dez pódios e quatro voltas mais rápidas, em 14 corridas. Ganhou também campeonato NEC da categoria. Durante a temporada lhe foi oferecida uma vaga no programa de jovens pilotos da Renault, mas não aceitou, preferindo ficar livre para escolher uma equipe. Em 2009, transferiu-se para a Formula 3, com a equipe ART, e foi o terceiro colocado na série europeia.

Com duas poles positions e seis segundos lugares, somou 62 pontos e foi eleito o Calouro do Ano. Na Fórmula 3 Masters, em Zandvoort, foi o pole position e vencedor, com a volta mais rápida. Em 2010, voltou a ganhar a F3 Masters, sendo o primeiro piloto a conquistar o título pela segunda vez. Em 29 de janeiro daquele ano foi anunciado como piloto reserva da Williams na Fórmula 1. Em maio, entrou pela primeira vez um carro da F1 para testes de aerodinâmica na reta de Silverstone, na Inglaterra. Antes, ele só tinha feito experiência no simulador. Em outubro, a Williams anunciou que ele continuaria como piloto de testes no ano seguinte. Em 2013 foi confirmado como um dos dois pilotos da Williams para a temporada. Nesse primeiro ano, obteve apenas quatro pontos, terminando na 17 colocação final. O primeiro pódio veio em 2014, no Grande Prêmio da Grã-Bretanha: terceiro lugar. Ao todo, na carreira, até 17/03/2019, foram 120 grandes prêmios, quatro vitória, 31 pódios e 989 pontos.

Áustria
09/07/2017 — O finlandês Valtteri Bottas largou na pole, soube administrar e venceu o Grande Prêmio da Áustria. O piloto da Mercedes segurou a primeira posição e garantiu o segundo triunfo na temporada. Como se recorda, ele venceu, no dia 30 de abril, o Grande Prêmio da Rússia. Com o resultado, o “homem gelado” conseguiu uma posição inédita na Fórmula 1: o terceiro lugar na tabela de classificação do Mundial de Pilotos, com 136 pontos. O melhor resultado conseguido até então foi na temporada de 2014, quando terminou no quarto lugar, com 186 pontos. Na época, corria pela escuderia Williams Martini Racing. Em 2017, com a aposentadoria precoce do alemão Nico Rosberg, transferiu-se para a Mercedes AMG Petronas. Com um carro competitivo, está monstrando toda a sua competência.

Rússia
30/04/2015 — O finlandês Valtteri Bottas conquistou o Grande Prêmio da Rússia, a sua primeira vitória na Fórmula 1. Com um arranque que deixou para trás o Sebastian Vettel e o Kimi Raikkonen, o piloto da Mercedes passou para a frente da corrida logo na partida e de lá não saiu mais. Ainda a corrida não tinha começado e o Fernando Alonso já enfrentava problemas com o seu Mclaren, os quais obrigaram o piloto espanhol a abandonar a prova antes da largada. Por seu lado, o Bottas foi sempre controlando a corrida, resistindo bem ao “ataque”, nas últimas voltas, do Vettel, que chegou no segundo lugar. O outro finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, compleou o pódio. O inglês Lewis Hamilton cruzou a faixa da chegada no quarto lugar e o brasileiro Felipe Massa, no nono.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados