banner-topo

Espanha ganhou o título de 2010 num jogo violento e na prorrogação

 

iniesta-2010aHOLANDA 0 X 1 ESPANHA

Partida realizada no dia 11 de julho de 2010, em Estádio Soccer City, na cidade de Johanesburgo, África do Sul.

Foi o sexagésimo quarto jogo da Copa do Mundo de 2010, a finalíssima do torneio. A Espanha começou melhor e logo aos cinco minutos, após cruzamento na área, Sérgio Ramos ganhou disputa com a zaga holandesa e desviou, mas o goleiro Maarten Stekelenburg fez grande defesa. Gerard Piqué não aproveitou o rebote e mandou para fora. A segunda boa chance veio novamente com o lateral Sérgio Ramos, que fez jogada individual pela direita e chutou cruzado, mas John Heitinga salvou na pequena área. A primeira etapa foi bastante nervosa e com alguns lances violentos. Cinco cartões amarelos foram distribuídos e Nigel de Jong poderia ser até expulso por levantar o pé no peito do Xabi Alonso. A melhor jogada da Holanda foi um chute de longe defendido por Iker Casillas.

A segunda etapa começou movimentada. Logo aos três minutos, após cobrança de escanteio na área holandesa, Carles Puyol desviou de cabeça e a bola foi no segundo pau para Joan Capdevilla, que furou. Quatro minutos depois, Arjen Robben recebeu bola, fez sua tradicional jogada, cortou para o meio e chutou, mas Casillas defendeu. A melhor chance do jogo até então foi da Holanda. Aos 16 minutos, Wesley Sneijder deu belo lançamento para Robben partir cara a cara com Casillas. Mas o holandês chutou no meio, e o arqueiro espanhol fez ótima intervenção com o pé. A Espanha respondeu aos 25 minutos, quando Jésus Navas cruzou da direita, e a bola sobrou para David Villa, no segundo pau. Mas seu chute foi desviado pela defesa.

O jogo continuava muito violento, mas também era bastante aberto. Nos dez minutos finais, a Espanha pressionava muito e perdia gols. No contra-ataque, a Holanda quase fez. Aos 38 minutos, Robben invadiu a área, e novamente Casillas fez excelente intervenção. A prorrogação continuou com a emoção do tempo normal. Logo aos dois minutos, Xavi Hernandez foi calçado dentro da área por Heitinga, mas o árbitro não marcou pênalti. Três minutos depois, Cesc Fábregas partiu livre para a área e chutou em cima do goleiro holandês. Um minuto depois, em cobrança de escanteio, Joris Mathijsen subiu livre, mas testou para fora. No segundo tempo da prorrogação, Heitinga puxou Andres Iniesta, recebeu seu segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um a mais, a Espanha foi pra cima. Restando apenas quatro minutos para o fim, Fábregas lançou Iniesta, que arrematou cruzado e fazendo o gol da vitória e do título para os espanhóis.

espanha-2010
ESPANHA
: Iker Casillas; Sergio Ramos, Gerard Piqué, Carles Puyol e Joan Capdevilla; Sergio Busquets, Xabi Alonso (Cesc Fábregas), Xavi Hernández e Andres Iniesta; David Villa (Fernando Torres) e Pedro Rodrigues (Jesus Navas). TÉCNICO: Vicente del Bosque.

holanda-2010HOLANDA: Maarten Stekelenburg; Gregory van der Wiel, John Heitinga, Joris Mathijsen e Van Bronckhorst (Edson Braafheid); Mark van Bommel, Nigel de Jong (Van der Vaart), Wesley Sneijder e Dirk Kuyt (Eljero Elia); Arjen Robben e Robin van Persie. TÉCNICO: Bert van Marwijk.

 


© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados