20180630 copa franca1Messi & Seleção

01/07/2018 — A participação do Lionel Messi na Copa do Mundo de 2018 ficou aquém do que esperavam os torcedores argentinos. O jogador esteve apagado em todas as quatro partidas realizadas pela equipe, tendo marcado apena um gol no certame. Isso aconteceu no jogo contra a Nigéria, no dia 26 de junho. Mas não adiantou, porque, nas oitavas de final, a seleção foi batida pela França, saindo precocemente da competição. Embora tenha sido o artilheiro do Campeonato Espanhol, pelo Futebol Clube Barcelona, com trinta e três gols, o ano não foi bom para o Messi.

Na Liga dos Campeões da Europa, com o Barcelona, não conseguiu levar a equipe à final, ficando pelo caminho, nas quartas de final. Nessa competição, marcou apenas seis gols. Com trinta e um anos, o atacante tem, teoricamente, possibilidades de disputar a Copa de 2022, a ser disputada no Catar. Ele, entretanto, bastante criticado pela imprensa argentina, não confirmou se vai enfrentar essa nova parada. No total, na seleção, o craque disputou 128 partidas e fez sessenta e cinco gols, aproveitamento de 50,8%. Com o selecionado, foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2008, disputados na cidade de Pequim, China. Em 2014, foi vice-campeão na Copa do Mundo do Brasil, sendo eleito o melhor jogador da competição.

messi in4Lionel Messi
LIONEL ANDRÉS MESSI nasceu no dia 24 de junho de 1987, na cidade de Rosário, Argentina. Desde criança demonstrava grande apego à bola, a ponto de se negar a ir às compras com a família quando não lhe deixavam levar alguma bola. Daria seus primeiros passos nas categorias menores do Abanderado Grandoli, um pequeno clube onde os outros membros da família já haviam jogado. Entrou para a equipe após ser chamado pelo velho treinador para completar o time para uma partida. Quando completou sete anos, ingressou então nas divisões menores do Newell's Old Boys. Com onze anos detectou-se um problema hormonal que retardava o seu desenvolvimento ósseo de Messi e, consequentemente, seu crescimento.

Foi para a Espanha em 2000, ficando até 2003 realizando tratamentos para ganhar massa muscular. Estreou na equipe “c” do Barcelona em 2003, com apenas dezesseis anos. Nessa categoria, fez dez jogos e marcou cinco gols. Em 2004, passou para a equipe “b”, pela qual fez vinte e dois jogos e marcou dez gols. Ainda em 2004, passou a atuar pela equipe principal e foi convocado pela primeira vez para integrar a seleção de seu país. Pelo time espanhol até maio de 2017, disputou 583 jogos e marcou 507 gols. Pela Seleção Argentina, de 2005 a 2017, disputou 118 jogos e marcou 58 gols. Foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015. Em termos de títulos, ganhou três vezes o Mundial de Clubes da Fifa, quatro vezes a Liga dos Campeões da Europa, sete vezes o campeonato da Liga Espanhola, sete vezes a Supercopa da Espanha e três vezes a Copa do Rei.

Em 2012, foi nominado pela revista Time entre as cem personalidades mais influentes do mundo. Em 2014, pela primeira vez desde 2006, perdeu, em seu país, a eleição para o melhor jogador da temporada, para o meia atacante Ángel Di Maria. Mas, por outro lado, acertou um novo contrato milionário com o Barcelona. Em 2015, levou o time catalão à consquista da Copa do Rei da Espanha, da Liga de Campeões da Europa e do Mundial de Clubes. Ainda em 2015, foi considerado o jogador mais valioso do mercado da bola: 280,8 milhões de euros (mais de R$ 1,2 bilhão no câmbio do dia 14/01/2016). Também teve dissabores ao ver o seu nome envolvido com narcotraficantes. Em 2016, após a perda da Copa América, anunciou que não jogaria mais na seleção argentina, mas, depois, voltou atrás. Nas disputas das eliminatórias da copa de 2018, tornou-se o maior goleador do selecionado em todos os tempos: 58 gols.

20170711Messi & Barcelona
05/07/2017 — O atacante Lionel Messi renovou contrato com o Barcelona por mais quatro anos, ampliando sua permanência no clube espanhol até 2021. Cinco vezes ganhador da Bola de Ouro, estava no último ano de seu acordo com o clube. O argentino defende a equipe desde os treze anos. Foi revelado nas divisões de base e se tornou um dos melhores e mais bem-sucedidos jogadores do mundo. Na última temporada, marcou trinta e sete gols no Campeonato Espanhol. A renovação do contrato ocorreu depois de asseguradas as permanências do brasileiro Neymar Júnior e do uruguaio Luís Suárez. De acordo com a mídia espanhola, o novo contrato fará do Messi o jogador com o maior salário do clube. A cláusula de rescisão foi aumentada para trezentos milhões de euros.

messi-cari1Condenação Na Espanha
06/07/2016 — O futebolista Lionel Messi e seu pai foram condenados a 21 meses de prisão por um tribunal de Barcelona. Os dois foram considerados culpados de três acusações de fraude fiscal, informou o tribunal em comunicado. Cabe recurso contra a sentença junto à Suprema Corte da Espanha. De acordo com a lei espanhola, uma sentença de prisão menor que dois anos pode ser servida sob condicional, o que significa que o jogador e o pai provavelmente não irão para a cadeia. O tribunal ordenou ainda que o argentino pague uma multa de dois milhões de euros (cerca de R$ 6 milhões).

Messi e o pai-agente são acusados de fraudar o fisco espanhol em 4,16 milhões de euros (cerca de R$ 17 milhões). Em depoimento, o jogador disse que jamais tomou conhecimento de qualquer irregularidade. Pai e filho são acusados de cometer evasão fiscal entre 2007 e 2009, com a utilização de uma série de empresas no Reino Unido, na Suíça, em Belize e no Uruguai para receber os direitos de imagem, evitando assim o pagamento de impostos. Durante esses anos, o jogador assinou contratos de patrocínio com marcas como a Adidas, a Konami, a Pepsi e a Danone em nome de uma empresa no Uruguai — a Jenbril — que pertencia a ele e à qual cedeu a gestão dos seus direitos de imagem. O emaranhado de empresas foi elaborado por um escritório de advocacia de Barcelona que prestava assessoria à família na área fiscal e que mantinha contato apenas com o pai dele.

20170423 real-madridFutebolista Milionário
12/04/2016 — Lionel Messi, do Barcelona, segue líder do ranking anual dos jogadores de futebol mais bem pagos do mundo, na lista elaborada pela revista francesa France Football. O craque argentino recebeu 74 milhões de euros (R$ 297 milhões pela cotação atual) em 2015, entre salários, bonificações e contratos publicitários. O pódio do ranking se manteve inalterado, com Cristiano Ronaldo em segundo e Neymar Júnior em terceiro. Segundo o resumo, os três atletas mais bem pagos do mundo faturaram mais em 2015 em relação ao ano anterior. Messi subiu de 65 para 74 milhões de euros de faturamento. Cristiano passou de 54 para 67,4 milhões de euros (R$ 271 milhões), enquanto Neymar recebeu 43,5 milhões de euros (R$ 175 milhões), sete milhões a mais que em 2014.

20160111 bola-de-ouroBola De Ouro
11/01/2016 — O craque do Barcelona, Lionel Messi, foi eleito, pela quinta vez na carreira, o melhor jogador de futebol do mundo, na premiação da Bola de Ouro da Fifa de 2015, em Zurique, na Suíça. O argentino bateu o seu maior rival nos últimos anos, o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e o brasileiro Neymar Júnior, seu companheiro equipe, indicado pela primeira vez na carreira. O argentino obteve uma votação de 41,33%. Cristiano Ronaldo ficou com 27,76% e Neymar, com 7,86%. Ele é o recordista do prêmio. Em segundo lugar, com três prêmios, vêm o brasileiro Ronaldo Nazário (1996, 1997 e 2002), o francês Zinedine Zidane (1998, 2000 e 2003) e o português Cristiano Ronaldo (2008, 2013 e 2014).


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados