Imprimir
Categoria: Governo Federal
Acessos: 1952

Inovação

22/04/2020 — Entre 2015 e 2017, 33,6% das 116.962 empresas brasileiras com dez ou mais trabalhadores fizeram algum tipo de inovação em produtos ou processos. A taxa foi de 2,40% abaixo da apresentada no triênio anterior (2012-2014), período em que atingiu 36%. É o que revela a Pesquisa de Inovação 2017 do IBGE. A indústria foi a mais afetada, com o percentual de empresas inovadoras caindo de 36,4% em 2014 para 33,9% em 2017, o menor patamar das três últimas edições. O investimento nas atividades inovadoras chegou a R$ 67,3 bilhões em 2017, representando 1,95% da receita líquida das empresas, com queda de 17,42% em relação aos R$ 81,5 bilhões investidos em 2014, equivalentes a 2,5% da receita líquida. A pesquisa destaca também que o percentual de empresas beneficiadas com algum incentivo do governo recuou de 39,9% em 2014 para 26,2% em 2017.

Alimentos
soja graos1

15/04/2020 — A estimativa de março de 2020 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas teve redução em relação à última estimativa, mas se mantém no patamar de recorde na série histórica do IBGE, alcançando 245,2 milhões de toneladas, sendo 1,5% superior à obtida em 2019 (241,5 milhões de toneladas). O declínio de 3,9 milhões de toneladas representa um decréscimo de 1,6% em relação ao mês anterior. A área a ser colhida foi de 64,3 milhões de hectares, apresentando crescimento de 1,74% frente à área colhida em 2019, de 63,2 milhões de hectares. Na produção, são esperadas 120,7 milhões de toneladas para a soja, 97 milhões de toneladas para o milho, 10,6 milhões de toneladas para o arroz e 6,700 milhões de toneladas para o algodão. O primeiro lugar na produção geral é do Mato Grosso (25,1%). São Paulo está no sétimo lugar (3,80%).

Suínos
29/03/2020 — O ano de 2019 do setor pecuário foi marcado por recordes no abate de suínos. De acordo com pesquisa publicada pelo IBGE, o abate de suínos alcançou 11,9 milhões de cabeças no quarto trimestre (outubro, novembro e dezembro), aumento de 6,2% em relação ao mesmo período de 2018 e de 1,2% na comparação com o terceiro trimestre. Determinou, assim, novo recorde para a série histórica iniciada em 1997. O desempenho dessa área da pecuária brasileira marcou-se pelas vendas externas, especialmente para a China, fato decorrente da peste suína que acometeu diversos países da África. De acordo com os dados, o maior produtor de porcos no Brasil é o Estado de Santa Catarina. Individualmente, porém, a cidade que mais produz é Toledo, no Estado do Paraná.

Bovinos
21/03/2020 — Em 2019, foram abatidas 32,44 milhões de cabeças de bovinos, um aumento de 1,2% em relação ao ano anterior. Essa foi a terceira alta consecutiva na série histórica anual, após as quedas registradas em 2014, 2015 e 2016. O crescimento impulsionou-se por aumentos em 15 dos 27 estados. Os números mais expressivos aconteceram no Mato Grosso (+430,55 mil cabeças), Mato Grosso do Sul (+291,51 mil), São Paulo (+224,23 mil) e Santa Catarina (+60,15 mil). As quedas mais intensas ocorreram no Pará (-283,22 mil), Goiás (-199,50 mil) e Rio Grande do Sul (-167,86 mil). O Mato Grosso continuou liderando o ranking, com 17,4% da participação nacional. Especificamente no quarto de 2019, foram abatidas 8,07 milhões de cabeças de bovinos, quantidade 1,4% menor que a do quarto trimestre de 2018. Os dados são do IBGE.

pib2Riquezas
05/03/2020 — Em 2019, o Produto Interno Bruto do Brasil cresceu 1,1% frente a 2018, após altas de 1,3% em 2018 e 2017, e de retrações de -3,5% em 2015 e -3,3% em 2016. Houve altas na agropecuária (1,3%), na indústria (0,5%) e nos serviços (1,3%). O PIB geral, segundo pesquisa publicada pelo IBGE, totalizou R$ 7,3 trilhões em 2019. O PIB per capita variou 0,3% em termos reais, alcançando R$ 34.533,00 em 2019. A taxa de investimento no ano passado foi de 15,4% do PIB, acima do observado em 2018 (15,2%). Já a taxa de poupança registrou 12,2%, perdendo para 2018 quando ficou em ante 12,4%. No setor externo, as exportações de bens e serviços caíram 2,5% em 2019. As importações avançaram 1,1%.