BNDES
fachada1

18/03/2020 — O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social registrou lucro líquido de R$ 17,7 bilhões em 2019, representando crescimento de 164% em relação ao ano anterior, quando obteve R$ 6,71 bilhões. O desempenho foi impulsionado pelo resultado das participações societárias. A venda de participações societárias, por sua vez, somou R$ 16,25 bilhões, com lucro bruto de R$ 11,4 bilhões. No ano passado, o BNDES transferiu R$ 142,2 bilhões para o Governo Federal, sendo R$ 132,5 bilhões relativos à dívida com a União. A devolução de recursos para o governo também era uma das metas transitórias divulgadas pelo banco no ano passado. A carteira de crédito em dezembro de 2019 chegou a R$ 441,8 bilhões, com destaque para a redução de 0,84% da inadimplência no ano.

Coronavírus
22/03/2020 — O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social injetará R$ 55 bilhões na economia brasileira. O objetivo é contribuir com a contenção da pandemia do coronavírus. As medidas socioeconômicas de execução imediata foram aprovadas em caráter emergencial. 
Serão quatro medidas com duração de seis meses: R$ 20 bilhões virão da transferência de recursos do Fundo PIS-PASEP para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a ser gerido pelo Ministério da Economia; R$ 19 bilhões da suspensão temporária de pagamentos de parcelas de financiamentos diretos para empresas, tanto o principal quanto os juros, chamada de standstill; R$ 11 bilhões em standstill de financiamentos indiretos para empresas; e R$ 5 bilhões com a ampliação do crédito para micro, pequenas e médias empresas por meio dos bancos parceiros.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados