abdera2Abdera

Era neta do famoso rei Adrasto, de Argos. Seu pai, Tideu, e seu irmão, Diomedes, também foram reis. Seu maior feito, segundo o mito, foi a fundação da cidade homônima, na costa da Trácia, região histórica do sudeste europeu, situada no território da Macedônia. Atualmente, Trácia é dividida entre a Grécia, a Turquia e a Bulgária. Embora a fundação também tenha sido atribuída ao semideus Héracles (Hércules para os romanos), a maioria dos autores pende para a aceitação da primeira indicação do mito de Argos.

A Cidade
Historicamente, foi, inicialmente, uma colônia de Clazómenas, cidade da região da atual Turquia, no século VII a. C. O historiador Heródoto faz referência ao nome do primeiro colonizador: Timésio. Tornou-se particularmente próspera a partir de 544 a.C., quando a maioria da população de Teos (incluindo o poeta Anacreonte) fugiu da sua metrópole, conquistada pelo Persa Hárpago, como descreve o historiador no seu livro I, 168. A importância da cidade parece ter entrado em declínio a partir de meados do século IV a. C.

O ar da cidade tornou-se proverbial entre os gregos antigos. Eles afirmavam que esse ar tornava os habitantes da cidade particularmente estúpidos. Felizmente, para a reputação de Abdera, Demócrito, filósofo pré-socrático, e Protágoras, filósofo sofista, tinham lá as suas raízes. As ruínas da cidade ainda podem ser visitadas no Cabo Balastra, onde se dispersam por sete pequenas colinas, estendendo-se do leste até um porto ao oeste. Nas colinas ao sudoeste encontram-se os vestígios da povoação medieval de Polistílon. A cidade era membro da Liga de Delos, uma organização militar formada pela cidade de Atenas durante as Guerras Médicas. Atualmente, é capital da Província de Ródope, na parte trácia da Turquia.


 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados