Imprimir
Categoria: Mitos Gregos
Acessos: 236

20200416aCeres

Divindade latina da vegetação e da terra. Inicialmente, confundia-se com a Tellus, outra deusa latina, personificadora do princípio da fecundidade. Suas festas populares, entre as quais se destacavam as Cereálias (12 de abril), eram celebradas no fim da semeadura e da colheita. Com o tempo, a deusa tomou características próprias, passando a ser venerada em toda a Região do Lácio, na Itália. Porém, só adquiriu maior importância quando assimilou-se à deusa grega Deméter, cujo culto introduziu-se em Roma no ano de 496 antes da Era Cristã. Nessa ocasião, a cidade estava sendo castigada pela miséria.

Assim, os oráculos consultaram os Livros Sibilinos, os quais ordenavam a construção de um templo dedicado ao deus grego Dioniso (Baco para os romanos) e à deusa Deméter. A guarda desse templo foi dada aos edis plebeus, que já se responsabilizavam pelo mercado de grãos. Sob a influência da Deméter, a Ceres adquiriu novas atribuições: tornou-se protetora do matrimônio e era ligada aos ritos fúnebres. Na época do Império, foi venerada especificamente como deusa das colheitas e da germinação. Suas lendas constituem uma transposição das lendas da Deméter. Uma dessas lendas envolve o rapto da filha Prosérpina (Perséfone para os gregos) pelo deus dos infernos Plutão (Hades para os gregos).