Imprimir
Categoria: Mitos Gregos
Acessos: 327

Electrião

ELECTRIÃO era rei da cidade de Micenas. Filho do Perseu e da Andrômeda, esposou a sobrinha Anaxo, com a qual teve vários filhos e filhas, entre estas a Alcmena. Além dos filhos naturais, teve outro fora do casamento — o Licímnio — com uma mulher da Frígia chamada Midea. Auxiliado pelo Anfitrião, rei da cidade de Tirinto, lutou contra o Ptérela, rei da Ilha de Tafos, o qual reivindicava direitos sobre o reino de Micenas. Os filhos do rival, comandando uma armada de táfios, marcharam contra o Electrião.

No combate, salvo um de cada família, morreram todos os filhos tanto de um como do outro. Para vingar a morte dos filhos, o Electrião organizou uma campanha contra o Ptérela. Na ausência dele, a filha Alcmena ficaria confiada ao Anfitrião. Os planos do rei, entretanto, não puderam ser executados. Foi morto pelo amigo Anfitrião quando este, ao tentar deter uma vaca furiosa, lançou um bastão. A arma, passando acima dos chifres do animal, atingiu o Electrião, matando-o instantaneamente. Depois, o Anfitrião casou-se com a Alcmena, que, mais tarde, deu à luz o Héracles (Hércules).

Referências

PERSEU  —  Filho do deus supremo Zeus com a Dânae, princesa da cidade de Argos. Depois de se distinguir em diversas batalhas, casou-se com a Andrômeda. Com ela teve sete filhos: Alceu, Electrião, Estênelo, Gorgófona, Héleio, Mestor e Perses.

ANDRÔMEDA  — Filha do Cefeu e da Cassiopeia. Por ter a mãe declarado que a beleza dela superava a beleza das Nereidas, o deus do mar Poseidon mandou um monstro devastar o país do Cefeu. Este consultou o oráculo e soube que, para livrar o reino da calamidade, teria de sacrificar a Andrômeda ao Poseidon. A jovem foi então exposta num rochedo para servir de alimento ao monstro mandado pelo deus. Mas o herói Perseu a libertou e com ela se casou. Andrômeda, após a morte, virou uma das constelações do Céu.