Roberta Close

ROBERTA GAMBINE MOREIRA nasceu no dia sete de dezembro de 1964. Vinda de uma família de classe média, descobriu-se transgênero no começo da adolescência. Enfrentando o preconceito da família e da sociedade da época, decidiu se declarar do gênero feminino. Tornou-se, assim, independente antes do tempo. Saiu de casa com apenas catorze anos, passando a viver com a avó materna. De beleza estonteante, sem nenhum traço masculino no corpo, logo conseguiu trabalho como modelo. Com o sucesso, tornou-se, em 1984, a vedete do carnaval carioca. Isso a levou para a capa da Playboy, na edição de maio daquele mesmo ano. Em 1989, após consultas médicas com especialistas, resolveu fazer uma cirurgia de mudança de sexo.

Passou nove meses na Europa, onde se operou e se restabeleceu. Entrou, assim, noutra fase da vida e da carreira. As primeiras fotos depois da cirurgia foram publicadas na Playboy de março de 1990, num ensaio sensual interno assinado pelo fotógrafo Bob Wolfenson. Mesmo com a mudança de sexo, teve muito trabalho para conseguir na justiça a mudança do nome nos documentos pessoais. Conseguiu o objetivo somente em março de 2005, mais de quinze anos depois da cirurgia. Além de modelo, a Roberta Close registra quatro créditos como atriz, nos filmes “No Rio Vale Tudo” (1987) e “O Escorpião Escarlate” (1990), na novela “Mandacaru” (Record, 1990) e num episódio do humorístico “Zorra Total” (Globo, 2006). É considerada uma das personalidades mais marcantes da modelagem brasileira.

01 03 04
05

 

 

Modelos Cariocas

UP TOGGLE DOWN


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados