Playboy

24/12/2017 — Em outubro de 1987, a revista Playboy, então no auge, celebrou as noivas. Para isso, colocou na capa a modelo fluminense Magda Cotrofe. Ao longo do ensaio sensual, assinado pelo fotógrafo Luís Crispino, a beldade foi tirando o véu, a grinalda, livrou-se do buquê e do vestido para aparecer complemente nua mais à frente. O pequeno véu ainda resistiu, mas ninguém notou. A bela curtiu, com graça e sensualidade, cada minuto. Mais um clique e ela mostrou porque acabou se tornando  noiva mais desejada do país. Na ocasião, a Magda era uma das profissionais mais requisitadas do país. Além de desfilar para grandes marcas, era figurinha carimbada em vários programas de televisão. Também fez sucesso como destaque da Escola de Samba União da Ilha, na qual saiu na avenida com os maravilhosos seios expostos.

magda01 magda02 magda03 magda04 magda05 magda06
           

magda-cotrofe ft2

Magda
MAGDA COTROFE nasceu no dia 18 de janeiro de 1963, na cidade de Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro. Em 1983, candidatou-se ao posto de Miss Rio de Janeiro, sendo derrotada. Depois de um curso de manequim, surgiram vários trabalhos. Ficou conhecida pela semelhança física com a modelo Luiza Brunet, devido ao seu rosto quadrado e cabelos castanhos compridos, combinados com os olhos levemente amendoados, fato que contribuiu para seu sucesso na carreira. Uma das maiores musas da década de 1980, foi a precursora do biquíni fio-dental, peça com a qual se apresentava nos grandes bailes do carnaval carioca.

Desfilou por diversas escolas de samba: União da Ilha, Tradição, Unidos da Tijuca, Leão de Nova Iguaçu, entre outras. Seu talento e beleza a tornaram conhecida nacionalmente, realizando desfiles e campanhas publicitárias, como da Du Loren e da grife Dijon. Foi capa das revistas Nova, Manchete, Cláudia e Fatos e Fotos. Realizou ensaios sensuais para revistas masculinas, como a Ele Ela em novembro de 1983. Foi também a primeira mulher que saiu na capa da Playboy por três anos seguidos: maio de 1985, dezembro de 1986 e outubro de 1987. Nesta última, fez um striptease de noiva. Por coincidência, a revista chegou às bancas na mesma época de seu primeiro casamento.

Como atriz, atuou no humorístico Viva o Gordo, contracendo com o desajeitado Rochinha, personagem interpretado por Jô Soares, conhecido pelo bordão “É o meu jeitinho...”, no cinema participou do filme Solidão, uma Linda História de Amor, como namorada do Pelé. Apresentou o programa Rio Mulher na Rede OM. No teatro, esteve no elenco da comédia romântica O Fruto Proibido. Teve incontáveis aparições na televisão, participou como convidada de alguns programas populares de auditório de Gugu Liberato, no SBT, e Gilberto Barros , na Rede Bandeirantes. Em 1987, chegou a ser finalista do Troféu Imprensa de “melhor modelo”, no único ano em que a categoria foi incluída no tradicional prêmio da TV. Cursou jornalismo e conta a sua história e acontecimentos de seu dia a dia em um blog na internet.

Playboy
08/06/2016 — No auge da beleza, aos 23 anos, a fluminense Magda Cotrofe foi a capa da Playboy de dezembro de 1986. O ensaio sensual nas páginas internas, com fotos feitas nas praias de Aruba, no Caribe, foi assinado pelo fotógrafo Bob Wolfenson, com produção da Kiki Romero e coordenação da Dulce Pickersgill. Ela havia saído na capa de maio de 1985 e eleita, na sequência, a “Garota Inesquecível” pelos leitores da revista. Por isso, a sua volta era mesmo uma exigência. No texto de introdução, informa-se que a beldade nas segundas-feiras participava de gravações na TV Globo. Depois, tomava a ponte aérea para fazer fotos nos melhores estúdios de São Paulo. Nos fins de semana, participava de desfiles de moda por todo o país. Nos seus planos estava a intenção de ir para Nova York. E foi!

01 02 03 04 05 06
07 08

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados