Imprimir
Categoria: Compositores Populares
Acessos: 123

Aldir

04/05/2020 — O compositor e escritor Aldir Blanc, de 73 anos, morreu nesta data, vítima do Covid-19, no Hospital Universitário Pedro Ernesto, na Zona Norte do Rio de Janeiro. No dia dez de abril, o compositor deu entrada numa unidade de saúde com infecção urinária e pneumonia. Esses males evoluíram para um quadro de infecção generalizada, o que levou à transferência para uma Unidade de Terapia Intensiva do citado hospital. Na UTI, chegou a apresentar melhoras, mas acometido pelo novo coronavírus, não resistiu. Deixou para a posteridade mais de seiscentas composições, com destaque para a “O Bêbado e o Equilibrista”, gravada pela Elis Regina.

ALDIR BLANC MENDES nasceu no dia dois de setembro de 1946, na cidade do Rio de Janeiro. Depois de terminar o colégio, conseguiu entrar na Escola de Medicina do Rio de Janeiro para estudar biologia. Saiu da faculdade em 1971 com especialização em psiquiatria. A partir de 1974, resolveu se dedicar exclusivamente à carreira de compositor, fazendo uma profícua parceria com o músico João Bosco e com a cantora Elis Regina. A parceria com o João Bosco rendeu canções marcantes. Além da “O Bêbado e o Equilibrista”, são da lavra dos dois a “O Mestre-Sala dos Mares” e a “Dois Pra Lá, Dois Pra Cá”. Realizaram juntos mais de uma centena de músicas. Além da música, enveredou pela literatura. Escreveu doze livros. O último deles, o “Direto do Balcão”, de 2017, reúne crônicas publicadas em jornais.

20200507 ft2