Frota    Franca    2017
2017 info

27/03/2018 — O Departamento Nacional de Trânsito consolidou os dados relativos à frota nacional de veículos em 2017. Segundo os dados, a cidade de Franca fechou dezembro do ano passado com 253.712 veículos, crescimento de 3,2% em relação a dezembro de 2016. Ou seja, 73,1% da população tem a propriedade de algum tipo de veículo automotor. De acordo com o Denatran, foram registrados na cidade, no ano passado, 7.897 veículos. Do total, 148.971, ou 58,7%, são automóveis. Em segundo lugar vem as motocicletas, com 58.043 ou 22,9%. Depois, aparecem as caminhonetes, com 18.763, as motonetas, com 7.608, e as camionetas, com 7.347. A frota de caminhões de Franca soma 3.762 veículos, a de ônibus 710 e a de microônibus, 444. Quanto maior a frota, mais  IPVA. No ano fiscal de 2018, a prefeitura local espera com o imposto R$ 65,1 milhões.

Perfil Frota Franca
148.971   AUTOMÓVEIS
058.043   MOTOCICLETAS
018.763   CAMINHONETES
007.608   MOTONETAS
007.347   CAMINHONETAS
003.762   CAMINHÕES
003.463   REBOQUES
002.232   UTILITÁRIOS
000.829   SEMI-REBOQUES
000.808   CICLOMOTORES
000.710   ÔNIBUS
000.624   CAMINHÕES-TRATORES
000.444   MICRO-ÔNIBUS
000.055   TRICICLOS
000.018   SIDE CARS
000.012   OUTROS

Envelhecimento Frota
27/03/2018 — A queda das vendas de veículos novos, durante a crise econômica, provocou o envelhecimento da frota brasileira. Com nove anos e sete meses, a idade média dos carros, caminhões e ônibus que circulam no país é, hoje, um ano e dois meses maior do que em 2012, o melhor ano para a indústria automobilística no mercado interno. Há cinco anos, 39% da frota tinha entre seis e 15 anos. Hoje, 52% estão nessa faixa de idade. Os dados fazem parte da mais recente pesquisa do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes. Segundo o Sindipeças, circulam, no Brasil, 43,4 milhões de veículos. Trinta e sete por cento desse total estão concentrados no Estado de São Paulo. A pesquisa ainda indica que o Brasil registra um veículo por grupo de 4,8 habitantes, maior que em alguns países considerados “ricos”.


 

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados