Emprego

30/09/2019 — No mês de agosto de 2019, as empresas formalizadas de Franca fecharam 134 postos de trabalho com carteira assinada. No mês oito, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Governo Federal registrou para a cidade 3.226 admissões e 3.360 demissões, gerando aquele saldo negativo. Entre os setores mais importantes, apenas o comércio, a construção civil e os serviços apresentaram saldo positivo, com a criação de 194, 49 e 33 vagas, respectivamente. O maior impacto no saldo negativo veio das indústrias, com destaque para as de calçados (-53), com o fechamento  de 260 vagas. A agropecuária fechou 173.

No acumulado do ano, porém, o saldo de Franca é positivo. As empresas fizeram 30.428 contratações e 26.354 demissões. O saldo de 4.104 novas vagas no período é 3,52% menor do que o registrado em 2018 (4.254 vagas). O resultado dos primeiros oito meses de 2019 é o pior desde a implantação da série histórica do Caged para os municípios em 2007. Nos últimos treze anos, no mesmo período, o melhor ano para o emprego em Franca aconteceu em 2010 quando as empresas locais fizeram o saldo positivo de 15.600 novas vagas. A indústria de calçados estava, então, de vento em popa: criou 10.797 vagas ou 69,2% do total naquele ano.

TOTAIS 2019

CALÇADOS  + 2.947  VAGAS
SERVIÇOS  + 560 VAGAS
COMÉRCIO  + 446 VAGAS
CONSTRUÇÃO CIVIL  + 121 VAGAS
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA  + 107 VAGAS
INDÚSTRIA + 34 VAGAS
EXTRATIVISMO  + 2 VAGAS
SERVIÇOS DE UTILIDADE PÚBLICA  - 9 VAGAS
AGROPECUÁRIA  - 104 VAGAS


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados