Calçados Emprego 2018
calcados outubro18

28/11/2018 — No mês de outubro de 2018, talvez por causa do aquecimento das demandas de final de ano, as contratações de trabalhadores pelas indústrias calçadistas de Franca superaram as demissões. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho, foram registradas no mês passado 1001 admissões e 849 demissões, gerando o saldo positivo de 154 novas vagas. No mês anterior, setembro, o saldo havia ficado negativo em menos 71 vagas. No acumulado do ano, o emprego formal no setor de calçados da cidade amarga uma queda de 51,38%. Nos números do CAGED, de janeiro a outubro deste ano foram geradas 1.991 novos postos de trabalho. Nos dez primeiros meses de 2017, 4.095. Em Franca, as 2.640 calçadistas registradas empregam 18.880 trabalhadores formais, representando 46,92 do total do Estado de São Paulo (40.232) e 6,48% do total do país (279.796).

Emprego Franca Acumulado
outubro18 acumulado

23/11/2018 — No mês de outubro de 2018, as empresas de Franca, formalizadas no Ministério do Trabalho, criaram 590 novas vagas de trabalho. O saldo positivo, segundo o relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, decorre das 3.753 admissões e das 3.163 demissões registradas no mês dez. Contribuíram para o desempenho, as primeiras contratações feitas pelo setor comercial para as demandas de final de ano e a pequena recuperação do setor calçadista. No acumulado do ano, o saldo do emprego formal, em Franca, está em 4.934 novos postos de trabalho, muito aquém do número de empregos criados no mesmo período de 2017, quando o saldo registrou 6.213. A diferença de 1.279 vagas representa queda de 20,58% nos registros assentados no Caged.

Em Franca, o setor do comércio puxou para cima o desempenho do saldo positivo do emprego formal em outubro, com a criação de 204 novas vagas. Esse saldo veio do sub-setor varejista. O resultado seria melhor, se o sub-setor atacadista não tivesse demitido, sem volta, 36 trabalhadores. No segundo lugar, em outubro, as indústrias calçadistas entraram no azul depois de cinco meses no vermelho. Contrataram 154 trabalhadores. Depois, veio o setor de serviços, com 146 novos postos de trabalho; a indústria geral, com 76; a agropecuária, com 15 e a administração pública, com dois. O único setor negativo em outubro foi o da construção civil, com o fechamento de sete vagas. Os registros do Ministério do Trabalho indicam que Franca possui 90.667 trabalhadores com carteira assinada, representando 0,77% do total do estado (11.833.161) e 0,24% do total do país (37.868.331).

carteira de trabalhoAcumulado Franca
1.991 (+)   Indústria Calçadista
1.921 (+)   Serviços
0.462 (+)   Comércio
0.395 (+)   Indústria da Transformação
0.165 (+)   Construção Civil
0.030 (+)   Agropecuária
0.033 (-)   Administração Pública


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados