emprego 201709 setoresA Franca e O Emprego

23/10/2017 — Os setores de serviços e da indústria de calçados lideraram a criação de empregos em Franca, cujo saldo fechou setembro positivamente, depois de três meses consecutivos de queda. No geral, no mês passado, as empresas francanas contrataram 3.494 trabalhadores e demitiram 3.069, restando o saldo positivo de 425 novas vagas. Os serviços, desse saldo, criaram 177 novos postos e as calçadistas, 175. Dos grandes setores, apenas a agropecuária fechou negativamente o mês nove, com a perda de oitenta vagas. No acumulado de 2017, o saldo positivo de Franca é de 5.644 novas vagas, decorrentes do encontro das 34.875 contratações e das 29.231 demissões.

emprego 201709 info

Emprego Formal No Brasil
20/10/2017 — O Brasil criou 34.392 vagas de emprego formal em setembro, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados divulgados nesta pelo Ministério do Trabalho. O Caged indica que o saldo no mês é a diferença entre 1.148.307 admissões e 1.113.915 demissões no período. É o sexto mês consecutivo de criação de vagas formais. Foi também o primeiro resultado positivo para setembro desde 2014, quando houve a criação de 123.785 vagas. Em 2015 e 2016,  houve fechamento de 95.602 e 39.282 vagas em setembro, respectivamente.

A maior contribuição em setembro deste ano foi da indústria, que abriu  25.684 vagas a mais do que fechou. Dentre os setores, o que teve maior resultado foi na indústria alimentícia, com alta de 16.982. Dos 12 ramos industriais, apenas dois (calçados e borracha, fumo e couros) tiveram recuo. Saldos positivos também foram registrados no comércio (15.040), serviços (3.743) e construção civil (380). A maior perda de vagas no mês foi registrada na agricultura, com fechamento de 8.372 postos no período. O saldo acumulado no ano é de 282.481 vagas. Em setembro, o Estado de São Paulo fechou negativamente com menos 251 vagas. Em Franca, o saldo foi positivo: 425 novas vagas.

O Desempenho De Franca Em 2016
22/01/2017 — O Cadastro Geral de Empegados e Desempregados do Ministério do Trabalho divulgou os números relativos ao mercado formal do emprego no mês de dezembro. Em Franca, no mês, foram admitidos 1.662 e demitidos 7.078, gerando um saldo negativo de 5.416 vagas. O número é 283% maior que o verificado no mês anterior (1.414) e 27,9% menor na comparação com o mesmo mês de 2015. No acumulado do ano, as empresas francanas fecharam 660 vagas. Em 2015 foram 4.385. Em Ribeirão Preto, as vagas de emprego fechadas foram 3.650 em 2016 No Estado de São Paulo, 401.552 trabalhadores perderam os empregos e não conseguiram a recolocação. No Brasil, foram 1,4 milhão.

O desempenho da indústria de calçados foi o que mais pesou nas perdas de vagas em dezembro de 2016. As fábricas de Franca contrataram apenas 172 trabalhadores e demitiram 4.196, gerando um saldo negativo de 4.024 vagas: 74,3% do total do saldo negativo. No acumulado do ano, o setor fechou 382 postos de trabalho, contra 2.742 fechadas em 2015. Na série histórica do Caged de Franca, o melhor ano para o setor de calçados desde 2007 foi 2010, quando houve a criação de 2.646 novas vagas. Em Ribeirão Preto, em 2016, as 24 fábricas de calçados formalizadas fecharam 16 vagas. No Estado de São Paulo, as calçadistas fecharam, no ano, 1.902 postos de trabalho. No país, entretanto, o saldo é positivo: 3.668 novas vagas criadas. Segundo o Caged, o estado conta com 5.077 empresas calçadistas. No Brasil, 17.131.

emprego 201612_balancoFranca Por Setores (2016)
ADMININSTRAÇÃO PÚBLICA: - 75
AGROPECUÁRIA: + 131
COMÉRCIO: - 637
CONSTRUÇÃO CIVIL: - 462
INDÚSTRIA: - 484
SERVIÇOS: + 878
OUTROS: - 12


 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados