fachadaBalanço

30/03/2020 — A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais é uma das maiores parceiras do Poder Público Municipal. Por isso, recebe recursos através de convênios, auxílios e subvenções. Em 2019, as receitas da APAE totalizaram R$ 17.264.354,00. No confronto com as despesas, de R$ 16.305.938,00, houve um superávit (lucro) de R$ 958.416,00. Esse resultado foi 52,6% maior do que o verificado no exercício de 2018, de R$ 627.699,00. Entre as receitas, a maior parte veio da área da Educação, com R$ 7.190.715,00.

No segundo lugar aparecem as receitas da área da Saúde, com R$ 5.844.590,00A área da assistência social deu à entidade R$ 4.229.049,00. Segundo o relatório, publicado no Diário Oficial do Município, a APAE atendeu diretamente 1.592 pessoas no ano passado, sendo 960 na Saúde, 503 na Educação e 429 na Assistência Social. Os recursos públicos para essas atividades somaram R$ 11.923.950,00. Além do atendimento direto, a entidade realizou no ano passado 75.946 procedimentos ambulatoriais para pessoas com deficiência intelectual, múltipla e física, usuários do SUS. Ainda foram oferecidos atendimentos nas áreas da Educação Infantil, da Pré-Escola e Ensino Fundamental. Além de Franca, a APAE atende pessoas de diversos municípios da região.

APAE Franca
A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Franca foi pensada no final de 1967. Originou-se de uma comissão de assistência aos excepcionais do Rotary Clube Franca Centro. Mesmo com o esforço de diversos abnegados, em meados de 1969 o atendimento a esse segmento social se resumia a cinco salas de aula nas escolas Caetano Petráglia, Miranda Barbosa Sandoval e Amália Pimentel. A partir de 1970, com a fundação oficial, os serviços e os atendimentos foram ampliados. O primeiro convênio com a Prefeitura de Franca data de 1972. A entidade registrou-se no Conselho Nacional de Assistência Social em 1974. A mudança para a sede própria, situada na Avenida Dom Pedro I, se deu em 1977. Entre os membros fundadores estão o industrial Antônio Scarabucci, o advogado e jornalista Alfredo Henrique Costa e o médico Rubens Jacintho Conrado.

Diretoria
AGENOR GADO  presidente
TONI SALLOUM FILHO  vice-presidente
JOÃO BATISTA DE LIMA  primeiro secretário
PAULO HENRIQUE PEREIRA  segundo secretário
ALFREDO MILITÃO RODRITUES  primeiro tesoureiro
ANTÔNIO WALDYR MEDEZANI  segundo tesoureiro


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados