cervejas1Produção da “loura” em baixa

01/09/2014 — A produção brasileira de cerveja recuou 2,7% em agosto frente a igual período de 2013, caindo para de 1,036 bilhão de litros. Os dados são do Sistema de Controle de Produção de Bebidas da Receita Federal. Na comparação com julho, houve recuo de 1,9%. Já no acumulado do ano, houve avanço de 8,7%, com a produção chegando a 9,037 bilhões de litros. Isso, segundos analistas, se deveu a fatores sazonais, como as altas temperaturas no verão, o carnaval tardio e a Copa do Mundo. Já a fabricação de refrigerantes também totalizou 1,199 bilhão de litros em agosto — uma queda de 9% na comparação anual e de 4,3% na comparação mensal. No acumulado do ano, a produção de refrigerantes somou 9,974 bilhões de litros — uma ligeira alta de 0,2% em relação ao mesmo período de 2013.

cerveja-tacaA “loura” bombou na Copa do Mundo
02/08/2014 — A seleção brasileira ficou para trás, mas a cerveja foi uma das grandes vencedoras da Copa do Mundo. Dados da Receita Federal compilados pela CervBrasil mostram que depois de uma queda em 2013, a produção até julho deste ano cresceu mais de 10%. O mundial também fez com que a receita da AB Inbev batesse as estimativas de lucro no segundo trimestre. A maior cervejaria do mundo, que domina dois terços do mercado brasileiro, vendeu 140 milhões de litros a mais graças ao evento. Na Alemanha, país vencedor da copa, as vendas de cerveja cresceram 4,4% na primeira metade de 2014, segundo os números do Escritório de Estatísticas do país. Os alemães estão em terceiro lugar no consumo: 107 litros por pessoa anualmente.

As marcas de cerveja
26/06/2014 — A Bud Light é a marca de cerveja mais valiosa do mundo em 2014, segundo relatório da consultoria de pesquisas de marketing Millward Brown. Com avaliação de quase US$ 12,6 bilhões, o produto sustentou o posto de marca de cervejas mais vendida dos Estados Unidos, um dos únicos mercados do mundo dominados por cervejas light. O Brasil tem dois representantes na lista, Skol e Brahma, cujas marcas foram avaliadas no ranking respectivamente em US$ 7 bilhões e US$ 3,5 bilhões de dólares. Confira, abaixo, as dez mais.

bud-light2 budweiser-l1 heineken-l1 stella-artois-l1 corona-g1 skol-l1 guinness-l1 aguila-modelo1 miller-lite-g1 brahma-model1

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados