azeite de oliva1Brasil & Azeite

10/05/2018 — Em 2018, o Brasil comemora dez anos da primeira extração de azeite extravirgem, realizada na cidade de Maria da Fé, município do Estado de Minas Gerais, pioneiro na olivicultura no país. De lá para cá, as plantações de oliveiras tornaram-se paisagens cada vez mais comuns no país, que é um dos maiores importadores do óleo. De 2008 até 2016, a área plantada ou destinada à colheita da azeitona saltou de seis para 575 hectares, conforme dados da Pesquisa Agrícola Municipal do IBGE. Além das Minas Gerais, a pesquisa mostrou também que o cultivo está presente no Espírito Santo, São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O estudo indica, ainda, que o brasileiro consome, em média, 600 mililitros de azeite por ano. Muito abaixo da média europeia, marcada em 15 litros.

oliveira1Oliveira
OLEA EUROPEA L. (nome científico) é uma árvore da família das oleáceas. Produz azeitonas, usadas, comumente, para fazer azeite. Tem pouca altura e tronco retorcido, sendo nativas da parte oriental do Mar Mediterrâneo, bem como do norte do atual Irã no extremo sul do Mar Cáspio. A árvore e os frutos dão nome à família de plantas que também incluem espécies como o lilás e o jasmim. O nome provém do latim “oliva”, que por sua vez vem do grego “eléa”. Dos frutos, as azeitonas, os homens no final do período neolítico aprenderam a extrair o azeite. Este óleo era empregado como unguento, combustível ou na alimentação. Por todas estas utilidades, tornou-se uma árvore venerada por diversos povos.

A Civilização Minoica, que floresceu na Ilha de Creta até o ano de 1500 antes da Era Cristã, foi a primeira a aprender a cultivar a oliveira. Por isso, na época, prosperou com o comércio do azeite. Já os gregos herdaram as técnicas de cultivo e associaram a árvore à força e à vida. A oliveira é também citada na Bíblia em várias passagens, tanto a árvore, como os frutos. A longevidade das oliveiras é grande. Estima-se que algumas das plantações presentes em Israel tenham mais de 2.500 anos de idade. Em Santa Iria de Azóia, cidade portuguesa, foi encontrado um pé com 2.850 anos. Com relação ao fruto — a azeitona —,  ele se forma a partir da flor. É um fruto com caroço revestido de polpa mole. A cor antes da maturação é o verde. Depois de estar madura torna-se preta ou violeta-acastanhada. A árvore atinge o ponto de produção com cerca de vinte anos. A composição média de uma azeitona é água (50%), azeite (22%), carboidratos (19%), celulose (fibras) (5,8%) e proteínas (1,6%).

azeitona verde1Genoma Sequenciado
03/07/2016 — Cientistas espanhóis completaram a sequenciação do genoma da oliveira. O projeto, financiado pelo Banco Santander, utilizou um exemplar de oliveira com mais de 1.300 anos. Com a sequenciação, estão abertas as portas para novas investigações para ajudar no desenvolvimento da oliveira e para protegê-la contra infecções. Espanha é o maior produtor mundial de azeite. Produz, por ano, cerca de três milhões de toneladas, tanto para consumo interno como para exportação. O melhoramento vegetal da oliveira é muito difícil, segundo os cientistas, porque tem de se esperar pelo menos doze anos para a observação das características morfológicas, se elas são ou não as adequadas, por exemplo, para fazer “um cruzamento”.


 

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados