lula-dilma-petro1Dilma Rousseff

Em sua edição desta semana, a revista Veja traz uma reportagem completa de como o PT formou uma verdadeira quadrilha para assacar os cofres da principal empresa pública brasileira — a Petrobrás. Para prestarem serviços ou venderem produtos à estatal, as empresas precisavam se associar a um “clube”, pagar uma taxa que variava de R$ 300 mil a R$ 500 mil. Esse dinheiro era repassado aos intermediários e aos políticos petistas e aliados. Investigações levaram, entre outros, aos seguintes nomes na lista: Paulo Roberto Costa, ex-todo poderoso da Petrobrás, Mágrio Negromonte, ministro de Dilma Rousseff, José CarlosBrunai, “amigo do peito” de Lula, e o ex-presidente da empresa, o petista José Sérgio Gabrielli. Parodiando o ditado antigo: “ou o Brasil acaba com o PT ou o PT vai acabar com o Brasil”.

Dilma: o engodo das creches
08/04/2014 — Uma das propostas mais marcantes de Dilma Rousseff durante a campanha eleitoral de 2010 foi a de construir 6 mil creches pelo Brasil até o fim do seu mandato, em 2014. Mas o compromisso, reforçado após a vitória nas urnas, dificilmente será cumprido. Quando iniciou seu quarto ano de mandato, em janeiro, apresidente havia inaugurado apenas 223 creches – 3,7% do total prometido. O total de obras listadas, mesmo as que ainda não saíram do papel, também estava abaixo do previsto: 5.257. Os dados integram um amplo levantamento feito pelo site da revista VEJA e pela ONG Contas Abertas nos balanços oficiais do Programa de Aceleração do Crescimento 2 disponibilizados pelo governo federal.

Popularidade despencou
29/03/2014 — A aceitação do governo da presidente Dilma Rousseff caiu 7% no mês de março, passando de 43% para 36% em relação ao levantamento feito pela CNI/Ibope em novembro de 2013. Clique AQUI para saber mais.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados