c-barata1Cipriano Barata

Cipriano José Barata de Almeida nasceu no dia 26 de setembro de 1762, na cidade de Salvador, Bahia. Morreu no dia 7 de junho de 1838, na cidade de Natal, Rio Grande do Norte.

Estudou filosofia e cirurgia na Universidade de Coimbra, Portugal. De volta à sua terra natal, participou do movimento liberal de 1798 (Conjuração Baiana). Tendo sido preso, foi absolvido e solto no mesmo ano. Em 1821, foi eleito deputado pela Bahia às cortes constituintes de Lisboa. Defendeu, então, a autonomia brasileira, batendo de frente com os interesses portugueses. Recusou-se, assim, a assinar a constituição. Ameaçado de prisão, refugiou-se na Inglaterra, de onde conseguiu voltar para o Brasil, fixando-se em Pernambuco.

Dedicou-se nessa época ao jornalismo. Depois da independência, foi escolhido para integrar a Assembleia Constituinte e a Assembleia Legislativa. Mas não chegou a tomar posse. Preso em 1823, só foi libertado em 1830. Sempre na oposição, passou várias temporadas na cadeia. Diversos números do seu jornal “Sentinela da Liberdade” foram escritos em prisões da Bahia, de Pernambuco e do Rio de Janeiro. De 1835 a 1837, foi suplente de deputado provincial em Pernambuco. Depois, estabeleceu-se em Natal, capital do Rio Grande do Norte, onde passou o último ano da sua vida tratando de doentes e ensinando francês. Foi o primeiro político baiano com projeção nacional.


Brasileiros

UP TOGGLE DOWN

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados