20160603Aloysio Nunes Ferreira

31/05/2016 — O paulista Aloysio Nunes Ferreira, do PSDB, é o líder do governo Michel Temer no Senado da República. Com 71 anos, o escolhido é presidente da Comissão de Relações Exteriores da câmara alta. Ele concorreu, em 2014, ao cargo de vice-presidente na chapa encabeçada pelo mineiro Aécio Neves. No Senado Federal, sempre se caracterizou pela crítica ferrenha aos governos do PT. É temido pelos adversários por causa da sua retórica agressiva e respeitado pelos correligionários pelo vasto conhecimento que tem da administração pública. Foi eleito para o senado em 2010 com 11,2 milhões de votos. Seu mandato vai até 2018. Antes disso, foi deputado federal entre 1995 e 2006.

20160603aAloysio Nunes Ferreira Filho
Nasceu no dia 5 de abril 1945, na cidade de São José do Rio Preto, São Paulo. Começou a militância política em 1963, quando entrou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco da Universidade de São Paulo. Logo depois do golpe militar de 1964, filiou-se ao Partido Comunista Brasileiro, que, por ter sua existência proibida, atuava na clandestinidade. Foi presidente do tradicional Centro Acadêmico XI de Agosto. Formou-se bacharel em direito em 1968. No período da ditadura militar, ficou exilado durante quase dez anos na França, onde se formou em economia política e fez mestrado em ciência política na Universidade de Paris.

Com o fim do regime militar, voltou para o Brasil e se elegeu, por duas vezes, deputado estadual pelo PMDB. Pela mesma legenda, foi deputado federal entre 1995 e 1999. Este ano, filiou-se ao PSDB e foi eleito deputado federal por dois mandatos seguidos. Foi vice-governador de São Paulo entre 1991 e 1994, e, em Brasília, foi ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República de 1999 a 2001 e comandou o Ministério da Justiça entre 2001 e 2002, durante o governo Fernando Henrique Cardoso. Ocupou também o cargo de secretário-chefe da Casa Civil do governo de São Paulo que, na época, era administrado por José Serra. Em outubro de 2010, foi eleito senador com mais de 11 milhões de votos. Com a ascensão do Michel Temer à presidência da república, passou, em 2016, a exercer a liderança do governo no Senado Federal.


 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados