marido mulher amante1O Marido, A Mulher e A Amante

O marido e a mulher estão jantando no restaurante. Uma loura lindíssima se achega à mesa, beija apaixonadamente o homem, vira as costas e vai embora.

Quem é essa atrevida? — questiona a mulher.
Minha amante, oras bolas!
Amante? Pois eu exigo a separação já!
Tudo bem. Se você está disposta a abrir mão das joias, da casa de praia, das férias todo ano na Europa...

Silêncio na mesa. Os dois continuam a deglutir a salada e o salmão. Até que a mulher percebe, num outro canto do restaurante, um amigo do casal muito assanhadinho com uma desconhecida.

Quem é aquela mulher com o Rodrigo?
É amante dele, oras bolas!
Ah... Ela nem se compara. A “nossa” é muito melhor, não é mesmo?

comeu a sograComeu a Sogra

Ele chegou tarde de viagem e, no escuro, excitadíssimo, começa a transar com a mulher. Ela tambem está mais fogosa do que nunca. Acabam transando duas vezes seguidas. Daí a pouco, ele levanta, vai ao banheiro e encontra a mulher tomando banho.
Ué, você não estava na cama?
— Não. Quem está dormindo lá é minha mãe.
Horrorizado, ele conta que acabara de ter relação sexual com a sogra. Ela corre para o quarto.
— Mamãe, você viu o que aconteceu?
— Pois é...
— E você não falou nada?
— Eu não falo com esse sem-vergonha há quinze anos. Por que eu iria falar hoje?

boca santaBoca Santa
Abatido, ele deu a má notícia à mulher. O diagnóstico era categórico: só teria mais seis meses de vida. O casal de abraçou em prantos. Então, ele pediu apenas que a mulher lhe desse um fim de vida feliz. Isso incluía o que ela sempre lhe negara: sexo oral. Humanitariamente, a mulher concordou. No mês seguinte, de volta ao médico, o marido se surpreendeu: não tinha mais nada. Estava completamente curado.

— Como foi isso? Você usou alguma droga experimental? Apelou para a pajelança? Mudou a alimentação?  perguntou o médico, incrédulo.

 O ex-doente, então, explicou que a única alteração na sua vida tinha sido o “último desejo” de sexo oral com sua mulher. Depois de muito pensar, o médico acabou dizendo que só podia atribuir a cura miraculosa a essa sua mudança de hábitos conjugais. Em casa, o marido relatou o surpreendente resultado da consulta e a opinião do médico. A mulher caiu em prantos.

O que houve? Não está contente? — inquietou-se o marido.
— É que — balbuciou ela, em soluços — eu poderia ter salvado a vida de tante gente...


 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados