Imprimir
Categoria: Construção Civil
Acessos: 7481

figura1Construção

14/10/2021 — O Índice Nacional da Construção Civil registrou 0,88% em setembro. É a menor taxa de 2021 e 0,11% abaixo da taxa de agosto (0,99%). O acumulado nos últimos doze meses marca 22,06%, pouco abaixo dos 22,74% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Já o acumulado no ano carimba 15,62%. Em setembro de 2020 o índice havia sido de 1,44%. A pesquisa é do IBGE junto com a Caixa Econômica Federal. O custo da construção por metro quadrado passou de R$ 1.463,11 em agosto para R$ 1.475,96 em setembro, sendo R$ 877,35 relativos aos materiais e R$ 598,61 à mão de obra. A parcela dos materiais subiu 1,21%, queda de -0,41% em relação ao mês anterior (1,62%). A mão de obra subiu 0,32% em relação agosto (0,08%)

Custo
mês a mês 2021
JANEIRO 1.301,84
FEVEREIRO 1.319,18
MARÇO 1.338,35
ABRIL 1.363,41
MAIO 1.387,73
JUNHO 1.421,87
JULHO 1.448,78
AGOSTO 1.463,11
SETEMBRO 1.475,96
       

Emprego

30/09/2021 — No mês de agosto, o setor da construção civil criou 32.005 novas vagas com carteira assinada. Esse saldo é o resultado do confronto entre as 175.603 admissões e as 143.598 demissões registradas no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do trabalho. Houve melhoria de 15,7% em relação ao desempenho de julho, cujo saldo registrou 27.667 novos registros. Mas em relação a agosto do ano passado, cujo saldo marcou 51.002 novos registros, houve queda de -37,2% no desempenho do setor no emprego formal. Em 2021, de janeiro a agosto, o saldo do emprego na construção civil soma 237.985 novos postos de trabalho. Foram registradas no CAGED no período 1.322.477 admissões e 1.084.492 demissões. No mesmo período de 2020, o saldo de registros carimbou 53.385.