IGP-M

logo1

31/08/2021 — O Índice Geral de Preços-Mercado desacelerou 0,12 em agosto. Registrou 0,66% contra os 0,78% verificados em julho. O IGP-M é normalmente utilizado como referência para o reajuste de contratos como os de aluguel de imóveis. Apesar de diminuir o ritmo em relação ao mês passado, o índice acumula alta de 31,1% em doze meses e de 16,75% em 2021. Em agosto de 2020, o índice marcou 2,74%, com alta de 13,02% em doze meses. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (30) pela Fundação Getulio Vargas. O IGP-M é composto por outros índices: Índice de Preços ao Produtor Amplo, Índice de Preços ao Consumidor e Índice Nacional da Costrução Civil. O IPA (preços no atacado) variou 0,66% em agosto. O IPC (preços no varejo, incluindo tarifas como as contas de luz) acelerou 0,75%. O INCC subiu 0,56%, segundo os dados da FGV.

Cálculo do
aluguel para setembro
Valor atual x 1.3110 = novo valor
Exemplo: 1.000 x 1.3110 = 1.311,00

IGP-M 2021
mês a mês

Janeiro   2,58%       Fevereiro   2,53%
Março   2,94%       Abril   1,51%
Maio   4,10%       Junho 0,60%
 Julho 0,78%       Agosto  0,66%

IPM-M vs. IPCA
Em tempo: Por causa dos problemas econômicos decorrentes da pandemia da Covid-19, o princípio de reajuste do aluguel pelo IGP-M não está sendo levado muito em consideração. Matéria do programa “Jornal da Band” da TV Bandeirantes dá conta de que está havendo muita negociação entre proprietários, imobiliárias e inquilinos. Na prática, os reajustes estão sendo procedidos bem abaixo do índice da Fundação Getúlio Vargas. Algumas empresas administradoras de contratos estão usando, inclusive, o IPCA, o índice oficial da inflação medido pelo IBGE.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados