Coca-Cola
vs. Heineken

logo1logo1Chegou ao fim a disputa judicial travada desde 2019 entre a Heineken e a distribuidora da Coca-Cola pelo portfólio de produtos no Brasil. Num anúncio, as empresas comunicaram que chegaram a um acordo para “redesenhar sua parceria de distribuição de longa data” no país. Pelo acordo, a Coca-Cola continuará a oferecer as cervejas das marcas Kaiser, Bavária e Sol, além da Eisenbahn e outras marcas internacionais. A Heineken ficará com a distribuição da marca homônima e da Amstel. O contrato entrará em vigor no dia 1.º de junho e irá até 31 de dezembro de 2026. Em 2020, segundo os números do mercado, o lucro líquido da Coca-Cola girou em torno US$ 7 bilhões. A Heineken faturou quase US$ 4 bilhões.

latinha 220mls1Coca-Cola
Brasil
A Coca-Cola Brasil faz parte da The Coca-Cola Company. A empresa nacional tem uma engarrafadora própria — a Recofarma Indústrias do Amazonas Ltda. — e 39 fábricas ao todo. A Coca-Cola Brasil coordena as empresas de franquias e as estratégias nacionais e regionais de marketing, trabalhando como consultoria exclusiva do Sistema Coca-Cola Brasil. O sistema atua em nove segmentos. São refrigerantes, sucos, lácteos, bebidas vegetais, água, águas especiais, água de coco, bebidas esportivas e chás.

A linha de produção contém mais de 200 produtos, entre sabores regulares e versões sem açúcar ou de baixa caloria. O sistema é composto por nove grupos de fabricantes franqueados, o Instituto Coca-Cola Brasil e a Verde Campo. Também tem parceria com a Leão Alimentos e Bebidas e empresa holandesa Heineken. O Sistema Coca-Cola Brasil emprega diretamente 57,1 mil funcionários. As fábricas mais importantes estão nas cidades de Jundiaí em São Paulo, Itabirito em Minas Gerais e Duque de Caxias no Rio de Janeiro. Em 2013, a fábrica de Ribeirão Preto — a Ipiranga Bebidas — foi vendida para um grupo chileno.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados