claude-bernard1Claude Bernard

Nasceu no dia 12 de julho de 1813, na localidade de Saint-Julien, Ródano-Alpes, França. Morreu no dia 10 de fevereiro de 1878, na cidade de Paris.

Filho de um modesto vinhateiro, inscreveu-se, em 1832, na Escola de Medicina, vivendo de aulas particulares. Em 1837, entrou para o serviço de François Magendie, professor do Colégio de França e empirista convicto, o qual teve influência decisiva na sua formação. Em 1839, conseguiu ingressar no internato. Quatro anos depois doutorou-se em medicina com a tese “Sobre o Suco Gástrico e o Seu Papel Na Nutrição”. Apresentou pouco depois (1843) outro trabalho científico, denominado “Pesquisas Anatômicas e Fisiológicas Sobre a Corda do Tímpano”.

Em 1844, instalou um laboratório para se dedicar a experiências, cujos resultados enviava à Academia de Ciências. Em 1854, sua descoberta do glicogênio hepático fez com que fosse criada para ele a cátedra de fisiologia geral na Universidade de Sorbonne, ingressando a seguir na Academia de Ciências. Em 1855, com a morte do mestre Magendie, sucedeu-o no Colégio de França. Até 1859 foram editadas muitas das suas aulas. Em 1865, obrigado a permanecer em repouso após uma enterite crônica, foi para a sua terra natal e lá terminou sua “Introdução ao Estudo da Medicina Experimental”.

Pensava que essa obra seria o prefácio, tanto do “Tratado de Fisiologia Operatória” (de publicação póstuma), quanto da obra dogmática “Princípios da Medicina Experimental”, que iniciara em 1864, mas que deixou inacabada. De volta a Paris, foi nomeado, em 1868, professor de fisiologia comparada no museu, deixando a cátedra na Sorbonne para um dos seus discípulos. Tornou-se senador por decreto e ingressou, em 1869, na Academia Francesa. Em 1876 recebeu a Medalha de Copley atribuída pela Real Sociedade de Londres. Dedicou seus últimos anos ao aperfeiçoamento das publicações de diversas aulas. Foram publicadas postumamente outras duas obras: “Pensamentos” (1938) e “O Caderno Vermelho” (1942)


 

Medicina

UP TOGGLE DOWN

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados