Imprimir
Categoria: Militares
Acessos: 3708

aecio1Aécio
FLÁVIO AÉCIO. Não há muistas informações precisas sobre o seu nascimento e morte. Sabe-se que nasceu no ano de 396, na localidade de Mésia, Região dos Balcãs, e morreu no ano de 454, na localidade de Durostoro, território da atual Bulgária.

Era filho da dama romana Aurélia e do magistrado Gaudêncio, razão pela qual a família mudou-se para a Mésia. Passou uma parte de sua juventude como refém de Alarico I, rei dos visigodos, e outra como refém de Riguila, líder dos hunos, o que lhe permitiu conhecer a forma de pensar desse povo. Foi um dos últimos sustentáculos do Império Romano contra os bárbaros. Sob o império de Valentinano III, conteve as invasões dos francos, dos visigodos e dos burgúndios. Foi cônsul três vezes, uma distinção ímpar para um homem de origem comum. Recebeu o título de patrício em 433.

Em 451, Átila, rei dos hunos, acompanhado de 70 mil guerreiros, invadiu a Germânia e a Gália, trucidando populações e esmagando os que se lhe opunham. O general tentou uma última resistência. Obteve o apoio de Teodorico, rei dos visigodos, e conseguiu a aliança dos burgúndios, francos, saxões e armoricanos. Na Batalha dos Campos Catalúnicos, entre Troyers e Cahâlons, impôs a primeira derrota aos hunos. Depois da vitória, poderia ter levado adiante a tarefa de reorganização do Império Romano do Ocidente, mas o imperador — invejoso de sua popularidade — o teria matado com as próprias mãos. Sua morte, junto a outras implicações de natureza política, marcou o início da decadência romana.