Imprimir
Categoria: Mitos Gregos
Acessos: 291

Deucalião

DEUCALIÃO na principal tradição é filho do Prometeu e da oceânida Clímene. Esposou a Pirra, filha do Epimeteu e da Pandora. Reinou sobre a Tessália na Idade do Bronze, época em que os homens se degeneravam cada vez mais, entregando-se a vícios e maldades. Zeus, o deus supremo, resolveu exterminar a raça humana e enviou à terra um dilúvio. Deucalião, aconselhado pelo pai, construiu uma espécie de cofre e entrou nele com a mulher. A terra inteira foi submergida. Todos os habitantes morreram. Ele e a esposa, porém, flutuaram sobre as águas durante nove dias e nove noites. No décimo dia parou de chover e eles desembarcaram no cume do Monte Parnaso.

Zeus, por intermédio do deus mensageiro Hermes, dispôs-se a fazer o primeiro desejo que os dois sobreviventes formulassem. Eles pediram que lhes fossem dados companheiros. O deus supremo lhes recomendou então que cobrissem os rostos e lançassem atrás de si os ossos da mãe deles. Depois de um certo assombro, os dois entenderam que deveriam jogar pedras, sendo estas consideradas “ossos” da Terra, a mãe universal. As pedras lançadas pelo marido transformaram-se em homens. As arremessadas pela esposa tornaram-se mulheres. Desse modo, a terra repovoou-se com uma nova raça de seres humanos e a cólera do Zeus amainou-se. Da união do Deucalião com a Pirra nasceram o Heleno, a Melanteia, o Anfictião e a Protogênia.

20201102a