Dicionário da
mitologia bíblica

20210330aAará
Terceiro filho do Benjamin e neto, portanto, do Jacó e da Raquel.

Aarão
Filho do Anrão, era irmão do Moisés e da Miriam.

Aarel
Filho do Harum e, portanto, neto do Judá. Também era irmão da Raquel. Na Bíblia, não são encontrados feitos  dele.

Aasbai
É um personagem bíblico. Foi um dos poderosos dos tempos do rei Davi. Aparece no capítulo 23, versículo 34 do Livro II do Samuel. Ele também chamado de Ben Hamma Akati , que a bíblia em latim traduz como filho de Macati. Mas parece mais provável que o texto se refira a Maacha, onde pode ter nascido ou, pelo menos, vivido.

Aava
AAVA era um rio localizado na antiga Babilônia na região do atual Iraque. Foi por ele que os exilados judeus se reuniram par voltar para a cidade de Jerusalém. Os judeus voltavam sob a liderança do Esdras, um sacerdote e escriba do judaísmo. A multidão ficou acampada à margem do rio por três dias até seguir viagem. É provável que o nome do rio se deve à existência de uma cidade chamada Aava. Entretanto, nenhuma cidade foi encontrada por arqueólogos que mais tarde vasculharam a região. Alguns estudiosos defendem a tese de que o rio seria na verdade um córrego chamado Palacopas. Outros afirmam que o Aava dos judeus seria o Rio Hit. Este atravessava uma aldeia babilônica.

Aazai
Filho do Mesilemote. Não tem muita importância no mito, a não ser por um parentesco remoto com o profeta Neemias. Em hebraico significa “clarividente”.

Abadom
Termo também conhecido como diviny ou diphinus. Tem o significado de “destruição” ou “destruidor”. Na Bíblia hebraica, o termo figura seis vezes. Todas elas na literatura de sabedoria do e nos Provérbios. No Novo Testamento, é aplicado apenas no Apocalipse. Aqui, um anjo chamado “Abadom” é descrito como o rei do abismo sem fim, de onde emerge um exército de gafanhotos. Ainda na Bíblia hebraica, a palavra é usada como referência a um abismo sem fim, geralmente próxima à região dos mortos.

Abagta
Era um oficial da corte ou eunuco do rei Assuero da Pérsia. Segundo a lenda, o rei ordenou a ele e a outros seis oficiais que lhe trouxessem a rainha Vasti para que ela expusesse toda a sua beleza num banquete para milhares de pessoas. A rainha se sentiu ofendida e não compareceu. Isso levou à destituição dela e à queda do Abagta e dos oficiais nas graças do rei. Linguistas dizem o nome significa “dado por Deus”.

Abdão
Era filho do Hillel. Tornou-se mais tarde o décimo primeiro juiz de Israel na ordem cronológica. Pertencia à Tribo do Efraim. Permaneceu no cargo durante oito anos. Depois foi sucedido pelo Sansão.

Abdeel
Terceiro filho do Ismael e, portanto, neto do Abraão e da Hagar. O nome na origem árabe significa “milagre de deus”. No hebraico, significa “aquele que anseia por deus”. Na descendência, era pai do Selemias, um dos três homens encarregados pelo rei Joaquim de prender o profeta Jeremias e o escrivão Baruque.

Abdenego
Foi um dos três hebreus lançados numa fornalha ardente por se recusarem a se ajoelhar diante de uma estátua do rei Nabucodonosor. Seu nome em hebraico era Azarias.

Abdi
Três pessoas são mencionadas na Bíblia com este nome. A primeira é o pai do Quisi da família dos levitas. Viveu no tempo do rei Davi e da construção do Templo do Rei Salomão em 587 a.C. A segunda é um levita da família dos meraritas que ajudou na purificação do templo, fato ocorrido no reinado do Ezequias por volta de 700 a.C. A terceira é descendente do Elão. Integra a longa lista de homens que esposaram mulheres estrangeiras no tempo do Esdras no Século 5 antes da Era Cristã.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados