Coronavírus

24/04/2021 — O estado e os municípios paulistas destinaram juntos R$ 2,39 bilhões no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus em 2021. O levantamento foi realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, com dados registrados até 31 de março e atualizados no “Painel da Gestão de Enfrentamento da COVID-19”. O valor total empregado é 73% maior em relação ao período anterior, que somava R$ 1,38 bilhão em recursos públicos aplicados entre janeiro e fevereiro. Nos três primeiros meses, foram empenhados R$ 866,03 milhões por parte do Governo Estadual e R$ 1,52 bilhão por 630 municípios paulistas. O valor representa 23,5% do total gasto em 2020, quando foram empenhados R$ 10,16 bilhões.

Vereadores

27/03/2021 — Num cenário de pandemia mundial pela presença de um vírus mortal, com estado de calamidade pública e uma situação de crises fiscal e econômica, o custeio das câmaras municipais paulistas consumiu R$ 2,915 bilhões dos cofres públicos em 2020. São gastos com 6.921 vereadores nos 644 municípios, distribuídos em plenários que vão de nove a 33 ocupantes nas Casas Legislativas. Os valores foram dedicados para que as câmaras pudessem atender uma população estimada em 33.964.101 habitantes atingiram a média per capita de R$ 85,81. Os dados são do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Franca, por exemplo, conta com 15 vereadores. Eles consumiram no ano passado R$ 10,8 milhões. Cada um dos 355.901 habitantes pagou em média R$ 30,23 para a câmara local funcionar em 2020.

dinheiro2Deputados
& gastos
15/03/2021 — A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo gastou R$ 16,1 milhões com verbas ressarcíveis com os deputados estaduais em 2020. Entre essas verbas estão gastos com aluguel de imóveis, combustíveis, material de escritório, correspondências e pagamento de tarifas diversas entre outras. De acordo com os dados publicados nas páginas dos próprios parlamentares no portal do Poder Legislativo, os deputados mais gastadores foram o Campos Machado do Avante de São Paulo, o Fernando Cury do Cidadania de Botucatu e o Itamar Borges do MDB de Rio Preto. Eles atingiram o teto de gastos de R$ 303.710,00. Os deputados de FrancaRoberto Engler e Graciela Ambrósio — receberam, respectivamente, R$ 119,4 mil e R$ 99,8 mil.

Coronavírus
12/03/2021 — O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo divulgou as informações sobre a destinação de recursos públicos para o enfrentamento da pandemia do coronavírus no estado e nos municípios. Os dados apresentados foram colhidos junto aos jurisdicionados até o dia 28 de fevereiro. Nos dois primeiros meses de 2021, empenharam-se R$ 579,56 milhões por parte do Governo Estadual e R$ 796,17 milhões pelos 644 municípios paulistas (exceto a capital), totalizando R$ 1,380 bilhão. No ano passado, de março a dezembro, foram empenhados R$ 10,16 bilhões. Em Franca, por exemplo, segundo os dados do TCE-SP, foram gastos no primeiro bimestre R$ 12,3 milhões, sendo R$ 631,80 por caso confirmado. Nesse período, não houve repasses do Governo Federal.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados