billgatesBill Gates

27/04/2021 — Já está disponível no canal da Netflix o documentário “O Código Bill Gates”. Embora não seja exatamente um filme, é uma excelente pedida para quem quer conhecer mais sobre o lado pessoal do co-fundador da Microsoft. Dirigido pelo Davis Guggenheim, produtor dos filmes “Uma Verdade Inconveniente” (2006) e “Malala” (2015), a minissérie de três episódios aborda não só as relações pessoais do bilionário no decorrer da vida, mas também o trabalho filantrópico nas áreas da educação, saúde e combate às mudanças climáticas. Os atores Davin Orness e Alex Bueermann vivem, respectivamente, o Bill Gates e o Paul Allen quando, no início da década de 1970, começaram a estudar a criação da maior empresa de software do mundo.

Fortuna
18/11/2019 — Bill Gates, fundador da Microsoft, superou o Jeff Bezos, da Amazon, no posto da pessoa mais rica do mundo. O levantamento mostra que o empresário dos computadores aumentou o patrimônio em US$ 19,5 bilhões em 2019, totalizando R$ 110 bilhões. Bezos registrou queda de R$ 16,2 bilhões, descendo para US$ 109 bilhões. Os dados, baseados em contabilidade oficial, são da consultoria econômica Bloomberg. A reconquista da liderança pelo fundador da Microsoft se deve, sobretudo, à recente onda de ganhos vista nas ações da Microsoft, da qual ele é o maior acionista. Nas últimas três semanas, os papéis da companhia acumularam alta de 6,1%, fazendo com que o valor de mercado dela chegasse a R$ 1,14 trilhão. Bill Gates está fora da direção da Microsoft desde 2008.

gates-melinda1Ebola
13/09/2014 — A Fundação Bill & Melinda Gates se comprometeu a doar 50 milhões de dólares (cerca de R$ 110 milhões) às iniciativas que tentam conter a epidemia de ebola na África Ocidental, que já causou mais de duas mil mortes na região. Segundo a entidade, os recursos serão liberados imediatamente para agências da ONU e organizações internacionais. A fundação também vai trabalhar com parceiros dos setores público e privado para acelerar o desenvolvimento de medicamentos, vacinas e diagnósticos que poderiam ser eficazes no tratamento de pacientes infectados pelo ebola e evitar a propagação do vírus. Os dados mais recentes mostram que o surto do ebola, que começou em março, infectou mais de quatro mil pessoas até agora, matando mais da metade delas na Guiné, Libéria e Serra Leoa.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados