The Last Mercenary

27/01/2021 — O ator Jean-Claude Van Damme começou a filmar a ação “O Último Mercenário”. Depois de pronto, o filme irá direto para o canal de streaming da Netflix em data ainda a ser confirmada. Na trama, o belga é um misterioso ex-agente do serviço secreto que precisa voltar à França onde o filho está sendo falsamente acusado de tráfico de armas e drogas. No caminho para provar a inocência do rapaz, o Van Damme, mesmo com 60 anos, vai protagonizar várias cenas de lutas marciais. Dirigido pelo francês David Charhon, o filme ainda tem no elenco as beldades francesas Miou-Miou e Valèrie Kaprisky. “O Último Mercenário” é 75.º trabalho do Van Damme. O último filme dele — a ação “Ruas de Guerra” — saiu em 2019. Arrecadou US$ 17,9 milhões nas bilheterias.

dragao branco1Van
Damme
JEAN-CLAUDE CAMILLE FRANÇOIS VAN VARENBERG nasceu no dia 18 de outubro de 1960 na cidade de Berchem-Sainte-Agathe, Região de Bruxelas, Bélgica. Quando criança, era muito pequeno, magro e sensível, o que levou o pai a procurar algo que pudesse fortalecê-lo, tanto física quanto mentalmente. Foi então que começou a treinar karatê com onze anos de idade. Pouco depois, tornou-se um bom bailarino, atividade que abraçou por seis anos. Com 16, recebeu a faixa preta e tornou-se campeão europeu, vencendo o European Pro Karate Association na categoria meio pesado. Lutava em diversos estilos: kickboxing, karatê shotokan, muay thai, taekwondo e full contact.

Em 1982, decidiu mudar-se para os Estados Unidos, fixando-se na cidade de Los Angeles. Logo estava participando como figurante em vários filmes. A primeira chance como ator aconteceu em 1984 na produção francesa “Mônaco Para Sempre”, no qual interpretou um lutador de karatê que era gay. O primeiro papel de destaque — o vilão russo Ivan Kraschinsky — veio em 1986 no drama “Retroceder Nunca, Render-se Jamais”. Dois anos depois, ficou famoso mundialmente com o personagem Frank Dux do filme “O Grande Dragão Branco”. A produção fez US$ 50 milhões nas bilheterias, tornando-o uma referência para a indústria cinematográfica dos Estados Unidos. Seguiram-se diversos outros sucessos, com destaque para o “Leão Branco” (1990), o “O Soldado Universal” (1992) e o “Morte Súbita” (1995). Registra 75 créditos no currículo até 2021.

1990 leao branco 1992 soldado universal 1995 morte subita 1998 golpe fulminante 2004 vinganca 2013 bem vindo aa selva ruas em guerra1

 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados