dias melhores virao1Dias Melhores

06/07/2020 — O filme “Dias Melhores Virão” foi lançado nos cinemas brasileiros no dia quatro de setembro de 1989. Com a ajuda do roteirista Antônio Calmon, o cineasta Cacá Diegues produziu a trama especialmente para a atriz Marília Pêra. Ela faz o papel da Marinalva Matos, uma quarentona frustrada que sempre sonhou em ser atriz de Hollywood. Assim, sai da cidade de Campos, no interior do Rio de Janeiro, e arruma um emprego num estúdio de som na capital carioca. A deslumbrada consegue certa notoriedade como dubladora da série americana “Mary Shadow Show”.

Além de cantar, dá voz à protatonista, uma dondoca exótica de classe média-alta, sempre preocupada com a ginástica. Com o sucesso, a dubladora ambiciosa adota o nome artístico de Mary Mattos e passa a ter um caso com um homem casado, vivido pelo José Wilker. A Marília Pêra, uma das atrizes de referência do cinema e da televisão do Brasil, ainda presenteou o público com um espetáculo requebrante ao som da música “Chica Chica Boom Chic”, um fox-rumba de 1941. O “Dias Melhores Virão” foi o vigésimo quinto trabalho da atriz. No ano anterior (1988), a carioca tinha brilhado na minissérie “O Primo Basílio”, exibida na TV Globo.

pe na cova1Marília
MARÍLIA MARZULLO PÊRA
nasceu no dia 22 de janeiro de 1943 e morreu no dia cinco de dezembro de 2015, na cidade do Rio de Janeiro. Filha dos atores Manuel Pêra e Dinorah Marzullo, pisou num palco de teatro pela primeira vez com quatro anos de idade. Dos 14 aos 21 anos atuou, como bailarina e participou de musicais e revistas. A primeira aparição na televisão foi na novela “Rosinha do Sobrado”, na TV Globo, em 1965. Em 1967, fez a primeira apresentação num espetáculo musical: “A Úlcera de Ouro”. Ao todo, participou de 58 peças teatrais. A última foi “Hello, Dolly”, em 2013.

No cinema, estreou em 1968 no filme “O Homem Que Comprou o Mundo”. Seguiram-se outras 26 produções, com destaque para “Bar Esperança” (1982), “Central do Brasil” (1998) e “Vestido de Noiva (2005). Na televisão foram 38 produções. Atriz de referência da TV Globo, esteve em diversas novelas de sucesso, com destaque para a “Uma Rosa Com Amor” (1972-1973), “Brega & Chique” (1987) e “Meu Bem Querer” (1998-1999). No total na carreira, esteve em sessenta e duas produções entre 1965 e 2015. A última participação aconteceu no humorístico “Pé Na Cova”, em doze episódios gravados em 2015, mas exibidos em 2016. É uma das atrizes mais premiadas do Brasil. Em 1972, foi tema do enredo da Escola de Samba Mocidade Alegre, no carnaval paulistano.


Carioquinhas

UP TOGGLE DOWN

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados