Calçados
exportacao19

11/02/2020 — As exportações brasileiras de calçados caíram em janeiro de 2020 na comparação com janeiro de 2019. Foram vendidos para o exterior no primeiro mês ano 12,6 milhões de pares pelo valor de US$ 91,5 milhões. As quedas são de 16,1% em volume e de 7,30% em receitas. Os dados são Secretaria Especial de Comércio Exterior do Governo Federal. Os resultados negativos decorreram da crise econômica em alguns países da América Latina como a Argentina, a Bolívia e o Chile. Os Estados Unidos seguem como o principal destino dos calçados brasileiros. Os americanos, em janeiro, compraram 1,17 milhão de pares por US$ 19,3 milhões. Mesmo com esse revés em janeiro, a Associação Brasileira de Calçados projeta um crescimento de 2,5% nas exportações em 2020.

Em 2019
15/01/2020 — A exportação brasileira de calçados totalizaram 114,55 milhões de pares em 2019, o que representou um incremento de 0,9% na comparação com o ano anterior. Em valor, houve retração de 0,9%, ficando em US$ 967 milhões. Somente em dezembro, os embarques somaram 10,3 milhões de pares, com queda de 21% em relação ao mesmo mês de 2018. Em valor, houve redução de 17,2%, caindo para US$ 80,7 milhões. O resultado, na avaliação da Associação Brasileira de Calçados, se deveu à valorização do dólar de quase 10%, o que permitiu ao setor oferecer produtos com preços mais competitivos no mercado internacional. Em reais, os ganhos com a exportação cresceram 7%.

No ano, os Estados Unidos foram o principal destino do calçado brasileiro, com 11,9 milhões de pares embarcados, alta de 10,5%, o que gerou US$ 197,5 milhões em receita, alta de 18,4%. Já a Argentina, p segundo maior mercado, reduziu as importações em 15% em volume (10 milhões de pares), e em 24,7% em valor (US$ 105,2 milhões). O terceiro destino foi a França, para onde foram enviados 7,9 milhões de pares ao preço de US$ 60,42 milhões, altas de 7,8% e de 6,2%, respectivamente. O maior exportador em 2019 foi o Rio Grande do Sul, de onde partiram 30,6 milhões de pares (US$ 444,7 milhões). O segundo lugar pertenceu ao Ceará, com 38,4 milhões de pares embarcados (US$ 232 milhões). A medalha de bronze foi conquistada pelo Estado de São Paulo, com vendas externas de 7,560 milhões de pares (US$ 103 milhões)


 

 

 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados