Calçados

09/09/2020 — A exportação de calçados brasileiros teve queda de -32,7% na receita entre janeiro a agosto deste ano em comparação ao mesmo período de 2019, segundo os dados oficiais da Secretaria Especial do Comércio Exterior do Governo Federal. O volume de exportações caiu -25,2%. Desde o começo do ano até agosto, foram embarcados 56,4 milhões de pares, representando US$ 437,1 milhões. No recorte de agosto, 7,27 milhões de pares foram exportados, com receita de US$ 57,9 milhões. Isso representa queda de -26,7% em volume e de -30% em receita na relação com o mesmo mês do ano passado. De acordo com o relatório, a redução nas vendas é resultado das instabilidades no mercado internacional, especialmente nos Estados Unidos, principal destino do produto. 

Embora a expectativa seja de que a queda diminua nos últimos meses de 2020, é provável que o ano termine deve com um revés próximo de 27% em relação a 2019. Nos primeiros oito meses de 2020, o principal destino das exportações de calçados brasileiros foram os Estados Unidos, com compras de 5,88 milhões de pares no período, no valor de US$ 95,3 milhões, representando 21,8% do total. O Rio Grande do Sul mantém o posto de maior exportador brasileiro com o embarque de 13,7 milhões de pares e desempenho financeiro de US$ 196,5 milhões. No segundo lugar aparece o Estado do Ceará com 18,2 milhões de pares vendidos e receita de US$ 108,2 milhões. O Estado de São Paulo, nos terceiro lugar, exportou em 2020 4,250 milhões de pares por US$ 44,7 milhões.

2020 JANEIRO
Pares  12.555.893
Valor  US$ 91.494.599

2020 FEVEREIRO
Pares  10.591.605
Valor  US$ 75.218.047

2020 MARÇO
Pares  8.880.676
Valor  US$ 74.201.030

2020 ABRIL
Pares  4.840.000
Valor  US$ 30.300.000

2020 MAIO
Pares  2.700.000
Valor  US$ 23.900.000

2020 JUNHO
Pares  3.600.000
Valor  US$ 35.600.000

2020 JULHO
Pares   6.000.000
Valor   US$ 48.780.000

2020 AGOSTO
Pares   7.270.000
Valor   57.900.000


 

 

 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados