20160912Angelique Kerber

12/09/2016 — A Angelique Kerber foi oficializada como a número 1 do tênis mundial, dois dias depois de conquistar o título do US Open pela primeira vez na carreira. Com o título, a tenista alemã chegou a 8.730 pontos no ranking da WTA e abriu vantagem sobre a agora segunda colocada, Serena Williams. A americana, que liderou a lista nas últimas 186 semanas, tem agora 7.050 pontos. A Angelique, no dia 10/09/2016, venceu o Grand Slam de Nova York ao derrotar a checa Karolina Pliskova por dois sets a um, com parciais de 6/3, 4/6 e 6/4. Em 2016, a atleta, de 28 anos, também foi campeã do Aberto da Austrália e vice no Torneio de Wimbledon e nos Rio-2016. É a primeira alemã a liderar a lista desde a lendária Steffi Graf. ATUALIZAÇÃO: Com oito mil pontos na lista do dia 24/10/2016, Angelique continuou na liderança do ranking.

angelique-kerber australia16Austrália Open
30/01/2016 — Com um verdadeiro show de tênis, a alemã Angelique Kerber ignorou o favoritismo da americana Serena Williams e conquistou o primeiro Grand Slam da carreira: o Torneio Aberto da Austrália. Com fortes saques e um brilhante jogo de fundo de quadra, ela venceu a oponente por dois sets a um, com parciais de 6/4, 3/6 e 6/4. Tornou-se também a segunda do seu país a vencer o torneio, honra até então ostentada apenas pela Steffi Graff. De quebra, evitou que a americana igualasse a sua compatriota como a maior vencedora de Grand Slams da história. Se vencesse, Serena iria aos vinte e três títulos, contra os vinte e dois da Steffi. Com a vitória, Angelique pulará da sétima posição para a vice-liderança do ranking mundial da Associação das Tenistas Profissionais (WTA).

angelique-kerber stuttgart12Angelique Kerber nasceu no dia 18 de janeiro de 1988, na cidade de Bremen, Alemanha. Filha de imigrantes poloneses, começou a jogar tênis com apenas três anos de idade. Disputou torneiros infantis e infanto-juvenis em toda a Europa. Com quinze anos, profissionalizou-se. Até 2015, havia ganhado três títulos da WTA e onze títulos da Federação Internacional de Tênis. Foi a primeira alemã a alcançar o “top 10” do tênis mundial após o advento da Steffi Graff, que brilhou na década de 1990. Em 2012, foi colocada no quinto lugar do ranking mundial. Neste mesmo ano, defendeu a Alemanha nos Jogos Olímpicos de Londres e chegou à semifinal do Wimbledon. Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016 ficou coma medalha de prata. Estima-se que tenha faturado, ao longo da carreira, cerca de US$ 8,4 milhões (mais de R$ 30 milhões).



 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados