banner-topo

Hans Sachs, o poeta sapateiro

 

hans-sachs1Hans Sachs

Nasceu no dia 45 de novembro de 1494 e morreu no dia 19 de janeiro de 1576, na cidade de Nuremberg, Alemanha.

Foi educado na escola latina de sua cidade natal. Em 1509, iniciou-se no aprendizado de sapateiro e estudou na escola de cantores, músicos e poetas, composta principalmente por artesãos. Os “mestres cantores”, naquela época, se reuniam em uma corporação. Entre 1511 e 1516, viveu como operário em diversas cidades do sul e do centro da Alemanha, entrando em contato com as corporações locais. Retornou à cidade natal em 1517 e, em 1519, tornou-se mestre sapateiro.

Sua fama começou com o poema alegórico O Rouxinol de Wittemberg, de 1523, em que expressa sua adesão a Martinho Lutero, o monge que pregava reformas na igreja. Seguiram-se outras publicações protestantes até 1527, quando suas composições foram proibidas pelo Conselho de Nuremberg. Sua extensa obra contém mais de seis mil poemas, entre os quais duzentos dramas. Deixou também sete diálogos em prosa. Sua obra versa sobre temas variados, desde bíblicos e clássicos greco-romanos até anedotas e acontecimentos da vida cotidiana. O senso comum, o realismo diante da vida, o forte senso moral e o profundo devotamento ao protestantismo são uma constante em suas obras. Dentre estas, destacam-se São Pedro e a Cabra (1555), O Moleiro e os Estudantes (1559) e peças carnavalescas, como O Estudante No Paraíso (1550).


© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados