alice2Alice

02/06/2020 — A Editora Pandorga lançou um box com três livros da série “Alice No País das Maravilhas”. Junto com o original, vêm o “Alice Através do Espelho” e “As Aventuras da Alice”, este para colorir. Em abril, o livro entrou no ranking dos dez mais vendidos do mês no Brasil. Em maio, embora tenha caído para o décimo lugar, surpreendeu pela procura. A personagem Alice saiu da imaginação do escritor inglês Lewis Carroll. No primeiro livro, lançado originalmente em 1865, o autor conta a história de uma menina chamada Alice que cai numa toca de coelho. Essa toca a transporta para um lugar fantástico, povoado por criaturas peculiares e antropomórficas, revelando uma lógica do absurdo, característica dos sonhos. A trama se tornou com o tempo um clássico da literatura mundial. Serviu de base para roteiros de diversos filmes e séries de televisão.

20200608Lewis Carroll
CHARLES LUTWIDGE DODGSON
nasceu no dia 27 de janeiro de 1832, em Daresbury, uma vila da cidade Halton, Inglaterra. Morreu no dia 14 de janeiro de 1898, na cidade de Guildbord, Condado de Surrey. Além de escritor, era matemático. Filho de um pastor anglicano, estudou nas escolas da Igreja do Cristo. Na vida dele, não houve episódios exteriores marcantes. Dividiu-se entre os estudos matemáticos e a literatura fantástica. Na Matemática, distinguiu-se com a publicação de livros sobre as determinantes e a lógica simbólica. Na literatura fantástica, a obra “Alice No País das Maravilhas” tornou-se uma obra-prima, conhecida e traduzida em todo o mundo.

Por outro lado, o poema “A Caça ao Snark” utiliza extravagâncias de linguagem e relações bizarras, assim como “chaves” para resolver equações divisórias entre a realidade e o absurdo. Para manter claramente distintas as atividades de matemático e escritor, adotou para a atividade literária o pseudônimo “Lewis Carroll”. O sucesso retumbante do “Alice” levou o autor a escrever a continuação “Alice Através do Espelho”, lançado originalmente em 1871. A primeira edição do “Alice”, de dois mil exemplares, foi retirada das livrarias por causa da má qualidade da impressão. A segunda edição, lançada na sequência, esgotou-se nas vendas em menos de um mês. As historias do autor inspiraram a música “Am the Walrus” (“Sou a Morsa”), lançada pelos Beatles em 1967.


 

Penas da Bretanha

UP TOGGLE DOWN

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados