m-beckmann1Max Bekckmann

Nasceu no dia 12 de fevereiro de 1884, em Leipzig, Alemanha. Morreu no dia 18 de dezembro de 1950, em Nova York, Estados Unidos.

Estudou na Escola de Belas-Artes de Weimar. Embora pertencesse à geração dos criadores do expressionismo, trabalhava de maneira “impressionista”. Após a Primeira Guerra Mundial, sua arte sofreu transformações. Abalado pelos acontecimentos — e desejando expressar a sua inquietude, o seu pessimismo e a sua revolta —, optou por um estilo mais direto e seco, usando cores mais vivas e formas angulosas. Suas personagens aparecem em espaços exíguos, apresentando uma expressão de angústia e tédio. Em 1923, começou a pintar uma série de retratos, nos quais se percebe uma visão mais conciliadora com a humanidade.

Com a ascensão dos nazistas ao poder, abandonou o país, instalando-se inicialmente na Holanda, onde ficou entre 1938 e 1946. Depois, migrou para os Estados Unidos, fixando-se na cidade de Sant Louis, Missouri. A partir dessa época, sua pintura voltou a apresentar características pessimistas. Esses detalhes aparecem principalmente numa série de grandes trípticos (um conjunto de três pinturas unidas por uma moldura tríplice, dando o aspecto de ser uma obra ou somente três pinturas juntas formando uma única imagem). Essas obras, nas quais começou a trabalhar em 1932, estão repletas de símbolos e ideias em formas pictóricas. Entre 1947 e 1949, foi professor na Universidade Washington de Saint Louis. Em seguida, mudou-se para Nova York, onde morreu um ano depois. Em 2011, cerca de 80 quadros de sua autoria foram expostos em exposições realizadas na sua cidade natal (Leipzig) e na cidade de Frankfurt.

m-beckmann2


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados