reeds1Vermelhos

07/10/2020 — O drama biográfico “Reds” foi lançado nos cinemas brasileiros no dia 22 de fevereiro de 1981. Trata-se um retrato do John Reed, jornalista americano que escreveu o livro “Dez Dias Que Abalaram o Mundo” sobre a eclosão da Revolução Russa em 1917. Essa revolução derrubou a monarquia, assassinou o czar Nicolau II e instaurou a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). O grande destaque da produção foi o Warren Beatty. Além de interpretar o protagonista, também escreveu o roteiro, produziu e dirigiu o filme. Pelo desempenho, ganhou o Oscar e o Globo de Ouro de melhor direção em 1981. Esse fato consolidou de vez a posição dele como uma das maiores influências do cinema americano nas duas décadas seguintes.

Beatty
HENRY WARREN BEATTY nasceu no dia 30 de março de 1937 na cidade de Richmond, Estado da Virgínia, Estados Unidos. Filho de professores, cresceu e estudou na cidade de Arlington, onde se tornou um astro de futebol americano no fim da década de 1950. Mas não seguiu a carreira esportiva, preferindo a carreira artística. O primeiro emprego nessa área foi de assistente de palco durante umas férias de verão na cidade de Washington. Como ator, estreou em 1957 em episódios de três séries de televisão. A estreia no cinema se deu em 1961 no drama romântico “Clamor do Sexo”, no qual fez par com a Natalie Wood. O primeiro protagonista veio em 1964 no drama “Lilith”.

Na trama, ele interpreta um veterano de guerra que arruma emprego num hospital psiquiátrico. Lá, conhece a bela, mas excêntrica Lillith Arthur. Em 1978, teve finalmente o talento reconhecido com o Globo de Ouro de melhor ator de comédia pelo desempenho na fantasia “O Céu Pode Esperar”. Na trama, ele vive o John Pendleton, jogador de futebol americano, morto acidentalmente antes da hora. De volta à Terra passa a habitar provisoriamente o corpo de um empresário assassinado pela esposa e pelo amante. De comportamento muito diferente do empresário, logo ganha a confiança e o interesse da Betty Logan. Os críticos costumam colocar como o seu melhor trabalho o drama policial “Dick Tracy”, lançado em 1990. No total na carreira são 35 créditos como ator, 13 créditos como produtor, nove créditos como roteirista e seis créditos como diretor.

madonna1


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados