thomas-chatterton1Thomas Chatterton

Nasceu no dia 20 de novembro de 1752, na cidade de Bristol, Inglaterra. Morreu no dia 24 de agosto de 1770, na cidade de Londres.

Frequentou a escola gratuita de Colston, distinguindo-se por sua excepcional precocidade. Aos dez anos, publicou seus versos no Bristol Journal. Dois anos depois, compôs — conforme as tendências exótico-medievais daquela época — uma coleção de poesias hábeis na técnica e arcaicas no tom, a que deu o título de A Batalha de Hastings. Escreveu-as sob o pseudônimo de Thomas Rowley, um suposto monge e escritor do século XV. Enviou algumas dessas poesias ao escritor Horace Walpole, que, inicialmente, as admirou. Mas, ao saber da idade do autor, devolveu-as.

Ele ficou ofendido e magoado com o gesto, exprimindo sua amargura nos Versos a Walpole. Em 1770, foi para Londres tentar fama e fortuna. Vivia do que ganhava escrevendo para jornais e revistas. Mas, após a morte de Aldermann Beckford, que o protegia, não encontrou outro editor. Reduzido à extrema miséria — e orgulhoso demais para pedir empréstimos — envenenou-se com arsênico. As Poesias de Thomas Rowley, publicadas após a sua morte, levantaram discussões quanto à sua autenticidade, mas foram finalmente consideradas falsas.  O autor tornou-se um símbolo do gênio incompreendido numa época impermeável à poesia. Foi o herói das gerações seguintes. Seria exaltado, entre outros, por William Wordsworth e Alfred de Vigny e pelos pré-rafaelitas.


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados