certificado de registro1Veículos

05/01/2020 — Entrou em vigor a resolução do Conselho Nacional de Trânsito que autoriza a digitalização dos documentos de registro e de transferência de veículos, no caso o Certificado de Registro do Veículo, o Certificado de Licenciamento Anual e o comprovante de transferência de propriedade. O CRV e o CLA foram integrados ao Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo e o DUT se desvinculou do CRV e se transformou na Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo. Segundo Contran, os documentos expedidos antes, impressos em papel-moeda verde, continuarão valendo. O CRLV estará disponível em formato digital após a quitação de todos os débitos no aplicativo da Carteira Digital de Trânsito pelo celular, no portal do Denatran ou nos canais de atendimento dos Detrans.

Frota nacional

12/12/2020 — A frota nacional de veículos cresceu 3,03% entre novembro de 2019 e novembro de 2020. Segundo os dados publicados pelo Departamento Nacional de Trânsito, o Brasil fechou novembro com 107.585.150 veículos. No mesmo mês de 2019 estavam registrados 14.413.498. Incorporaram-se à frota em doze meses 3.171.652 veículos. Do total de veículos, segundo o Denatran, 57.852.963 — ou 53,8% — são carros. Por seu lado, as motocicletas totalizam 23.788.071 ou 22,1% do total. Os dados também informam que, no Estado de São Paulo, são 30.715.010 veículos em circulação, representando 28,5% da frota nacional. Desses, 19.063.476 são carros e 4.937.104 são motos. Em Franca, a frota registra 274.941 veículos, dos quais 161.242 são carros e 60.785 são motos.

carteira2Habilitação
26/07/2020 — O número de carteiras de habilitação válidas no Brasil cresceu 38% nos últimos dez anos. Saltou de 53,9 milhões em 2011 para 74,3 milhões em 2020, segundo os dados do Departamento Nacional de Trânsito. Esse percentual está muito acima do percentual de crescimento da  população, cerca 10% no período, segundo o IBGE. Historicamente, o número de CNHs crescia mais ou menos 5% ao ano até 2014. A partir de 2015, quando o país entrou em recessão econômica, esse aumento se desacelerou. Entre 2018 e 2019, o crescimento marcou 2,9%. Nos últimos dez anos, a proporção de condutores com mais de 61 anos saltou de 11% para 17% no universo de motoristas do país. Ao mesmo tempo, caiu de 29% para 21% a parcela dos motoristas com até 30 anos.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados