thomas-carlyle in1Thomas Carlyle
linha-gif

Nasceu no dia 4 de dezembro de 1795, na localidade de Ecclefechan, Escócia. Morreu no dia 5 de fevereiro, na cidade de Londres, Inglaterra.

Escritor escocês, foi educado para ser padre. Estudou na Universidade de Edimburgo, em seu país natal. Em 1817, lendo o livro Da Alemanha, de Madame de Stael, ficou fortemente impressionado com a literatura e filosofias alemãs. Passou, então, a se dedicar ao estudo da língua para ler os escritores no original. Traduziu Wiljelmm Meister, de Johann Goethe, e escreveu Vida de Schiller (1825) e uma história da literatura alemã, que deixou inacabada. A publicação de Sartor Redartus, romance bastante original, não despertou grande atenção, enquanto a História da Revolução Francesa, publicada algum tempo depois, marcou o início de seu grande prestígio como escritor.

Considerada sua obra prima, é também um marco importante na historiografia romântica. Nessa época, escreveu também: Chartism (1839) e Passado e Presente (1843). Sua ideia de que a história pode ser interpretada através da vida dos heróis e dos chefes lhe serviu de base para uma série de obras importantes: Cartas e Discursos de Oliver Cromwell (1845), Vida de John Sterling (1851) e História de Frederico II, da Prússia (1858-1865). Em 1866, foi nomeado reitor da Universidade de Edimburgo. Escreveu, então, Reminiscências e Cartas e Memórias de Jane Welsh Carlyle, publicadas postumamente.

 

Veja também:
H. G. Wells
John Keats
Julian Barnes
Oscar Wilde
Phillippa Gregory


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados