banner-topo

Elie Wiesel deixou os campos de concentração para se tornar um Nobel da Paz

elie-wiesel ft1Elie Wiesel

Elias Wiesel nasceu no dia 30 de setembro de 1928, na cidade de Sighetu Marmaţiei, Transilvânia, então reino da Romênia. Morreu no dia 02 de julho de 1916, na cidade de Nova York, Estados Unidos. Foi deportado para o campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, na Polônia, quando tinha 15 anos. Ali, perdeu a mãe e uma das irmãs. Seu pai morreu diante dos seus olhos no campo de Buchenwald, para o qual foram transferidos. Após sair do campo de concentração, foi acolhido em 1945, na França, por uma organização beneficente, conseguindo reencontrar as duas irmãs sobreviventes. Após cursar filosofia na Universidade de Sorbonne, dedicou-se às letras, tornando-se jornalista e um renomado escritor.

elie-wiesel obama ft2Sua obra mais conhecida são memórias, publicadas com o título “A Noite”, nas quais ele conta a experiência vivida nos campos de concentração nazistas. O livro, originalmente escrito em iídiche, tinha como título nas primeiras edições “E o Mundo Calava”. Em 1986, ganhou o Nobel da Paz por se ter dedicado a dar testemunho do genocídio cometido pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial. Em sua luta contra o esquecimento — e para facilitar a compreensão entre os povos —, criou, junto com a mulher, a fundação que leva o seu nome e a Academia Universal das Culturas. Naturalizou-se americano em 1963. Pelo trabalho à frente do Comitê pela Memória do Holocausto, recebeu a medalha de ouro do congresso americano. Na França, foi reconhecido com a Grã-cruz da Legião de Honra.

noite elie-wieselPrincipais Livros
1958 — Noite
1960 — Amanhecer
1961 — Dia
1962 — A Cidade da Sorte
1964 — As Portas da Floresta
1968 — O Mendigo de Jerusalém
1973 — O Juramento de Kolvillag
1980 — Testamento de Um Velho Judeu Assassino
1983 — O Quinto Filho
1987 — Crepúsculo Na Distância
1989 — O Esquecido
1995 — Memória a Duas Vozes
1999 — Os Juízes
2003 — O Tempo dos Desraizados
2006 — Um Desejo Louco de Dançar
2008 — O Caso Sonderberg
2010 — Refém



© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados